São José de Ribamar: Aos ricos, privilégios; aos humildes, perseguição.

Prefeitura governa conforme a classe social.

Os dois flagrantes acima, reflete exatamente como a atual gestão do prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), trata a população ribamarense, dando privilégios aos ricos e perseguição aos mais humildes.

A primeira foto foi tirada no inicio da semana, poucos minutos depois da ação dos fiscais da prefeitura, que destruiu o único abrigo que protegia os alunos e moradores do Residencial Turiúba, conjunto do programa Minha Casa, Minha Vida. A ação impetuosa, autorizada pelo prefeito do município, deixou a população revoltada que foi obrigada a ver seus filhos no sol escaldante.

No caso do Abrigo do Turiúba, os fiscais da prefeitura alegaram que a construção era irregular e obstruía espaço publico.

A segunda foto foi tirada nesta sexta-feira, (11), e dois pontos chamaram a atenção.  A Guarita foi construída no meio da rua, demonstrando claramente a irregularidade e obstrução de via pública. E o outro ponto, é que a via está sendo pavimentada, o que mostra que há conivência dos fiscais do poder público, já que pelo que se pode ver, o asfalto será concluído, e a Guarita continuará no local.

No caso da Guarita do Araçagy, certamente os fiscais viram e devem ter pedido para  a empresa que está pavimentando a via para desviar da construção, que deve ter sido paga com recurso dos moradores de classe alta, que tem entre eles, uma ilustre moradora, a deputada federal Eliziane Gama.

Esse é o caso mais emblemático que mostra como a prefeitura de São José de Ribamar trata a população. Aos ricos, privilégios; aos humildes, perseguição.

Indignação no Araçagy: Apenas a rua onde reside a deputada Eliziane Gama está sendo asfaltada.

Das mais de 50 ruas, apenas a da deputada federal Eliziane Gama será pavimentada. Qual será o critério?

Moradores do Araçagy, em São José de Ribamar, estão indignados com o Governo do Estado e com o prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB). Segundo denuncia que chegou à nossa redação, das dezenas de ruas intrafegáveis, apenas uma rua foi contemplada com pavimentação asfáltica.

A empresa Edeconsil que está executando a pavimentação da rua onde reside a parlamentar.

Ao perceber o inicio das obras de pavimentação na Rua Villagio Bonanza, no Araçagy, em São José de Ribamar, sem nenhum alarde de políticos, os moradores ficaram sem entender. Não foi colocada placa informando as ruas, nem os valores, absolutamente nada. Tudo feito na surdina para não chamar muita atenção.

Curioso, o morador João Cunha foi até um dos funcionários da empresa, na tentativa de descobrir quantas ruas seriam pavimentadas. Pra surpresa do morador, a resposta foi curta e grossa.

“Apenas a rua da deputada Eliziane Gama.” Disse o funcionário.

Como pode ser visto na declaração de bens da deputada Eliziane Gama, sua casa fica na Rua Vilage Bonanza, 06, Araçagy

A informação correu os grupos de whatApp dos moradores do Araçagy, o que gerou muita revolta e indignação.

“Tudo farinha do mesmo saco. Pensei que Luís Fernando fosse diferente.” Disse uma moradora da rua paralela a rua da Deputada Federal Eliziane Gama.

Uma das dezenas de ruas que estão em pior situação.

“O que mais me deixa revoltado, é porque a rua que está sendo asfaltada esta melhor do que as outras, e tem menos casa, o que ao meu ver, já seria um critério para não ter entrado como prioridade, mas pelo o que o funcionário informou, ficou claro que é apenas o famoso QI –  Quem indica –  Só resta saber se foi indicação do Prefeito Luís Fernando ou do Governador Flávio Dino. Nenhum dos dois não tem mais meu voto.” Desabafou Fabíola Amaral.

Governador Flávio Dino inaugura obras no Araçagy e Parque Vitória em São José de Ribamar

Novos investimentos realizados pelo Governo do Estado em São em José de Ribamar vão garantir dias melhores a quem mora ou busca lazer na cidade que integra a Ilha de São Luís. Só na manhã de sábado (10), o governador Flávio Dino realizou duas importantes agendas para o município, com a inauguração da primeira parte da revitalização da orla da Praia do Araçagi, seguida da entrega da recuperação de ruas e avenidas e a urbanização de parte do canteiro central da Avenida Nossa Senhora da Vitória, no Parque Vitória. As duas obras foram iniciadas no ano passado e entregues agora.

Além disso, ainda foi anunciada mais uma fase do programa Mais Asfalto para pavimentação de ruas e avenidas na região metropolitana de São Luís.

O governador Flavio Dino explica que diversos investimentos têm sido feitos em parceria com as prefeituras para desenvolver ainda mais a região metropolitana de São Luís, no que se inserem as obras inauguradas. “Nós estamos implantado a região Metropolitana de São Luís e com isso conseguimos, progressivamente, aproximar o Governo do Estado das demandas das prefeituras. Temos alcançado estas demandas do dia a dia do povo que aqui está, que aqui trabalha, que aqui reside e que aqui busca lazer, e precisa destas tantas obras, como praça, asfalto, mobilidade e  drenagem. Os municípios fazem estas obras, mas o Governo do Estado está aqui para unir os trabalhos, exemplo disso, é o que estamos fazendo com a Prefeitura de São José de Ribamar desde o ano passado, e, assim, os resultados aparecem muito mais. Esta inauguração de hoje é uma das obras e teremos muitas mais no região metropolitana do estado”, adiantou o governador.

Na Praia do Araçagi os serviços, executados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura em parceria com a prefeitura de São José de Ribamar, foram divididos em quatro etapas.

Esta primeira, iniciada em 2016 e entregue agora, contou com a construção do calçamento de 300 metros, estacionamento, ciclovia, acessibilidade de passeio com rampas para pessoas com deficiência, via de trânsito com sentido duplo, contenção da maré, iluminação e paisagismo com conservação de espécies em nativa. Nas outras etapas serão feitos 1.500 metros de calçadão, pista de cooper, área para ciclismo e novos espaços de convivência com a construção de praças, ampliando os ambientes de lazer.

“A primeira etapa já concluída, estamos iniciando a segunda etapa, no total serão 1500 m de extensão, com passeio, urbanização, iluminação, que está mudando totalmente aqui a face da orla da praia do Araçagi. Nós teremos, por exemplo, quase 400 vagas de estacionamento que vai facilitar também o acesso das pessoas. E fizemos o recapeamento asfáltico e a sinalização da Avenida Atlântica, que dá acesso aqui a orla. É um investimento muito importante do Governo Flávio Dino, porque incrementa o turismo, gera emprego, renda, melhora a qualidade de vida das pessoas”, pontuou o secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto.

Quem comemora os investimentos é quem frequentava o local e pôde constatar a transformação. O engenheiro Mauro Carvalho, 44 anos, é ciclista e costuma usar o local para pedalar e a partir de agora promete intensificar ainda mais as atividades físicas e conta o que mudou: “Aqui antes não tinha infraestrutura como a gente tem agora. Não tinha calçada, o asfalto era ruim, uma bagunça. O principal, além da infraestrutura, é manter a organização. A estrutura de fato é muito bonita, muito bem organizada, é só a primeira etapa é assim que continuar, como está no projeto, vai ficar melhor ainda”.

Parque Vitória

Para a entrega da recitação da área do Parque Vitória, o governador foi recebido com festa pela população. O Boi Novilho Branco fez as honras, abrilhantando com graça e alegria o novo espaço. Foi gente como seu Cesar França, 59 anos, que mora desde a fundação no bairro, há 25 anos, “muito bom para a população, melhoria para a população, para as crianças brincar, para os velhos fazerem exercício, melhorou a buraqueira e com as galerias que fizeram o Parque Vitoria está de parabéns”, opinou.

No Parque Vitória, as equipes da Sinfra realizaram os serviços de terraplanagem, pavimentação asfáltica, tapa-buraco, drenagem superficial e profunda, além de sarjetas e meio-fio nas ruas A, H, 7 e rua Maria de Fátima Figueiredo e nas avenidas 2 e principal. Foram mais de oito mil metros de extensão de obra.

A Avenida Nossa Senhora da Vitória, principal rota do bairro, também ganhou uma academia da saúde ao ar livre. “Nós tivemos a entrega desta importante etapa de requalificação da via principal do Parque Vitória, uma via importante para esse bairro e para os bairros vizinhos. Nós fizemos um grande trabalho de drenagem profunda para dar durabilidade a esta obra. Investimos aqui mais de R$ 3 milhões e já anuncio a segunda etapa de obras também nesta região na ordem de R$ 10 milhões”, afirmou Flávio Dino.

Gestão Luís Fernando deverá abandonar 19 mil ribamarenses, comemora o Prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra.

Negociação tem como subsidio apoio à Marcio Jerry em 2018

Em matéria distribuída nesta segunda-feira (13), pela assessoria de comunicação do prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), uma informação pegou de surpresa os moradores do bairro Araçagy, localizado em São José de Ribamar. De acordo com a reportagem, o prefeito de Paço do Lumiar e o vice-prefeito de São José de Ribamar, Eudes Sampaio, estariam negociando o abandono de áreas ribamarenses, para completar o contingente populacional de Paço do Lumiar, o que refletiria na transferência de recursos estaduais e federais para o município luminense.

Domingos Dutra vibrou com a negociata que vem sendo tratada sem grande alarde pela prefeitura de São José de Ribamar.

“Eu e o prefeito de São José de Ribamar Luis Fernando (PSDB), optamos por um acordo, justamente para evitar conflitos. A gente sabe que esse problema de divisão territorial se arrasta por anos, por isso estamos dispostos a facilitar as coisas e resolver. A prefeitura de São José de Ribamar já se dispôs a ceder pelo menos 19 mil pessoas à Paço do Lumiar, aumentando assim o nosso contingente populacional, e isso é muito bom, quanto maior o contigente, maiores serão os recursos destinados pelos governos Federal e Estadual, para investimento em políticas públicas da nossa cidade ” disse o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra.

A negociação de 19 mil habitantes, contradiz o perfil do Prefeito Luís Fernando Moura da Silva pregava em sua primeira gestão à frente do município ribamarense, que em meados de 2009, recorreu à justiça para garantir exatamente o contrário do que faz agora, lutando para reconhecer novas áreas, e consequentemente, novos moradores.

Em meados de 2010, após muita luta política e judicial, o IBGE reconheceu as áreas, elevando São José de Ribamar a terceira maior cidade do Estado, de 139 para 162 mil habitantes. A conquista foi motivo de comemoração para Luís Fernando.

Na época, em entrevista ao jornalista Marco Aurélio D’Eça, o prefeito de São José de Ribamar deu a seguinte declaração

“Na verdade, o IBGE apenas reconheceu uma situação pela qual brigávamos há alguns anos, inclusive com decisões favoráveis na Justiça- comentou ao blog o prefeito Luís Fernando Silva (DEM)”

Com grandes dificuldades em administrar o município, que, a partir do ano de 2010 passou a ter muito mais demandas em serviços de coleta de lixo, pavimentação e manutenção de vias, iluminação pública, educação e saúde, tudo em virtude do processo judicial que reconheceu diversos bairros como pertencentes ao município de São José de Ribamar no ano de 2009, Luís Fernando agora volta atrás e negocia passar áreas que totalizariam 19 mil habitantes, para o município de Paço do Lumiar.

Nas redes sociais, o tema gerou desconfiança para os moradores atingidos, já que está cada vez mais claro que os dois prefeitos deverão apoiar o secretário Márcio Jerry (PCdoB), que disputará o cargo de deputado federal, e que a medida teria o único objetivo de ajudar Paço do Lumiar, que hoje, é administrada paralelamente por Jerry, através do seu irmão Samuel Barroso.

Agradando Jerry agora, Luís Fernando tem lucrado com ações do Governo do Estado, entre elas, a destinação de R$ 200 mil para o carnaval ribamarense.

Moradores do bairro Araçagy se manifestaram surpresos e contrários com o “comercio” de 19 mil habitantes, como foi tratado o assunto.

“Eu não entendo como se faz um ato administrativo de tal amplitude de forma unilateral e sem consultar os maiores interessados, qual seja a população atingida por essa decisão. É no mínimo, muito estranho.” Disse o advogado Urubatan Neto.