Pressão! Luís Fernando enfrenta mais um protesto, desta vez foram os professores.

Luís Fernando enfrenta mais um protesto de insatisfação com sua gestão

Um dia após protagonizar cenas de confusão e bate-boca com moradores do Parque Jair, hoje (17),  o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB),  enfrentou o descontentamento dos professores, que foram até a prefeitura protestar. Proibidos de entrar no prédio, dezenas de professores foram obrigados a ficar no sol quente.

Indignados pelo descompromisso e desrespeito da atual gestão, que ainda não pagou o reajuste de 7,64% do piso da categoria, concedido através de Lei Federal desde janeiro deste ano, dezenas de professores protestaram durante toda a manhã desta quinta-feira.

Com medo da revolta dos professores, o prefeito Luís Fernando pediu reforço junto a Guarda-Municipal, o que foi completamente desnecessário, já que o protesto era pacifico, como declarou a professora Adriana.

“Não queremos nada demais, apenas o reajuste garantido por lei. Engraçado que antes de ser eleito, o prefeito dizia que iria valorizar nossa categoria, e o que vejo é isso, somos obrigados, a maioria mulheres, a ficar nesse sol quente. A única coisa que não existe aqui é respeito.” Lamentou a professora.

Acostumados com as desculpas do atual gestor, uma professora ironizou. “E não adianta vir colocar culpa no ex-prefeito, por nós somos professoras, muito bem informadas. O ex-prefeito que você tanto condena, nos deu 77,37% de reajuste em seis anos, faça igual ele, pelo menos!” ironizou a professora Fabiana.

Dados oficiais mostram que o município já recebeu, só pra educação, mais de R$ 50 milhões este ano.

Até a presente data, segundo informações oficiais do Governo Federal, a prefeitura de São José de Ribamar já recebeu mais de R$ 54 milhões, recurso que deveria ser usado exclusivamente para a Educação. Mesmo assim, o prefeito insiste que o município não tem condições financeiras para pagar o reajuste.

De acordo com a diretoria do Sinproesemma, há condições financeiras sim, e além do pagamento do reajuste do piso salarial, de 7,64%, estão sendo cobrados outros direitos, como progressões/promoções e gratificação de difícil acesso.

Arregou de novo! Luís Fernando leva pressão da população e dos vereadores, e volta atrás na perseguição aos Treillers do Centro.

Atitude truculenta de notificar de Luís Fernando foi comparada a postura do intolerante Donald Trupp

O prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), mostrou mais uma vez que a pré-campanha apresentada através dos “Planejas” não serviu para absolutamente nada. Após determinar que fiscais da Prefeitura notificassem todos os proprietários de Treilers da Avenida Gonçalves Dias, dando prazo de 15 dias para retirada dos pontos comerciais, o prefeito foi alvo de muita reclamação da população, e levou uma verdadeira pressão dos vereadores.

Leia também: Revolta em São José de Ribamar: Prefeitura dá 15 dias para retirada dos Treilers

Durante mais de 48hs, o assunto foi um dos mais comentados nos grupos de WhatsApp do Centro da Cidade, e nos próprios Treillers, onde a atitude truculenta e autoritária do prefeito foi compara a do presidente dos Estados Unidos, o intolerante Donald Trump.

Nesta quarta-feira (09), o vereador Paulo Alencar liderou uma reunião com outros vereadores na Câmara de Vereadores, onde ficou decidido que juntos iriam buscar um meio legal para que o prefeito voltasse atrás.

Leia também: Caso perseguição aos donos de Treilers: Luís Fernando x Vereadores

Agora pouco, durante a Sessão da Câmara, o próprio vereador Paulo Alencar anunciou que o prefeito voltou atrás e que nenhum Treiler será retirado da Avenida Gonçalves Dias.

Em seu pronunciamento, Paulo Alencar elencou a importância dos vereadores em estar do lado do povo, e que é pra isso que eles estão lá, para representar e defender os interesses da população, e que jamais ficariam contra os donos dos Treillers, que já fazem parte da história da cidade.

Com a Galeria da Câmara lotada, proprietários de Treilers e a população vibraram com a postura dos vereadores.

Já Luís Fernando, este coleciona mais uma atitude reprovada pelos trabalhadores do município.

Revolta em São José de Ribamar: Prefeitura dá prazo de 15 dias para retirada dos tradicionais treileres da Avenida Gonçalves Dias.

Luis Fernando autorizou mais uma ação contra o trabalhador ribamarense. Dessa vez, os donos de Treilers tem 15 dias para retirada, sob pena de remoção.

Pais de famílias que tiram seu sustento da venda nos tracionais Treilers do centro de São José de Ribamar, foram pegos de surpresa por fiscais da Prefeitura, que notificaram os proprietários dos pontos comerciais e deram prazo de 15 dias para retirada dos Treilers. A ação deixou muita gente revoltada, no inicio da tarde desta terça-feira, 08.

No centro comercial da cidade, não se fala em outro assunto, e o clima de revolta é geral, entre proprietários dos comércios afetados, funcionários e clientes.

“É revoltante saber que pais de famílias só querem trabalhar e o prefeito tenta proibi-los de todas as formas.” Disse uma cliente de um dos Treilers notificado.

Tivemos acesso a uma das notificações, e como pode ser visto, o proprietário tem 15 dias para retirada do Treiler e retirada das mesas e cadeiras imediatamente.

“Como vou vender meu lanche sem mesa e cadeira? Meu cliente vai comer o lanche em pé? É uma vergonha e falta de respeito com o pai de família, com o trabalhador e com o ribamarense que há mais de duas décadas lancha aqui no meu ponto. Aqui eu já tenho clientes que vi crescer e hoje trás seu filho para lanchar. Estou envergonhado de ter votado nesse prefeito.” Lamentou um comerciante.

Em março, o prefeito autorizou destruição de diversos Treilers no Parque Vitória. Cenas de pais de famílias chorando chocaram a população da região.

Outro cliente, anunciou em um famoso grupo de WhatsApp da cidade que amanha poderá ter protestos contra o prefeito pela ação considerada por muitos autoritária, perseguidora e desnecessária.

“A mulher daqui do Treiller tá chamando o prefeito só de nome bonito. Amanha o centro de Ribamar para! Aqui no Cruzeiro não se fala em outro assunto.” Anunciou o internauta.

Leia também:

“Luís Fernando acabou com os sonhos da minha família.” diz trabalhador ao ver Treiller destruído.

Luís Fernando poderá disputar vaga para Deputado Federal e deixar prefeitura nas mãos do cearense Eudes Sampaio.

Luis Fernando poderá deixar a prefeitura para disputar votos com Gil Cutrim na corrida rumo à Câmara Federal

Exclusivo – Tudo indica que o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), abandonará o barco mais uma vez. Enfrentando serias dificuldades em administrar a cidade, que agora tem uma população três vezes maior do que o município que comandou pela primeira vez em 2005, e com a obsessão em seu ex vice-prefeito, Gil Cutrim (PDT), Luís Fernando deverá deixar a prefeitura nas mãos do vice-prefeito, o cearense Eudes Sampaio (PTB), para disputar uma vaga na Câmara Federal.

A noticia foi dada na manha desta segunda-feira, 31, por um aliado do prefeito de São José de Ribamar, que acredita que Luís Fernando poderá tomar tal atitude movido apenas pela obsessão contra Gil Cutrim, traindo mais uma vez os eleitores.

Luís Fernando estaria disposto à ir pro racha contra o ex-prefeito Gil Cutrim. De acordo com o vereador, o próprio prefeito teria confessado que, caso Cutrim seja candidato a Deputado Federal, ele (Luis Fernando), estaria disposto a deixar a prefeitura para disputar uma vaga na Câmara Federal, e, movido exclusivamente pela obsessão e vaidade, ver quem teria mais votos.

O vereador pediu para não ter seu nome revelado, já que é aliado do ex-prefeito e do atual prefeito.

O cearense Eudes Sampaio já sonha com a saída de Luís Fernando .

“Essa obsessão de Luís Fernando tá virando uma loucura, tudo ele compara com Gil, chega até a nos deixar em sinuca de bico, porque somos amigos do ex-prefeito e do prefeito. Por último, durante um almoço, quando eu toquei na possibilidade de Gil ser eleito Deputado Federal, Luís Fernando atravessou a conversa e disse que no pau à pau, ele queria ver quem tem mais votos.” Disse o vereador.

Se Luís Fernando realmente deixar a prefeitura para disputar as eleições no ano que vem, será a segunda vez que deixará o cargo, o que poderá por fim a sua carreira política no município.

Do outro lado, Eudes Sampaio que não tem nenhuma expressão no município e carrega a antipatia da classe política, já vibra com a possibilidade de ganhar de mãos beijadas a prefeitura da terceira maior cidade do Estado.

Enquanto Luís Fernando não comunica a decisão ao seu grupo político, segue inaugurando obras executadas pelo ex-prefeito e participando de inaugurações de obras do Governo do Estado.

Arregou! Após pressão dos vereadores, Luís Fernando volta atrás e cancela proibição de estacionamento na “Rua Grande”.

Prefeito teria levado uma pressão dos vereadores ribamarenses.

Lembram daquela medida autoritária que proibiria, a partir do dia 27, estacionamento de veículos na Avenida Gonçalves Dias? Pois é, só serviu pra jogar dinheiro na lama, com a confecção e distribuição de panfletos, que segundo informações privilegiadas, teria custado aos cofres públicos,  alguns milhares de reais.

A proibição, considerada pelos moradores e comerciantes da avenida, uma medida completamente autoritária, já que nenhum deles teria sido consultado, criou muita polêmica e a cobrança foi bater nas portas dos gabinetes dos vereadores.

Insatisfeitos, um grupo de vereadores foi cobrar satisfação com o prefeito, e alertá-lo que a proibição seria uma loucura, já que o problema maior é a falta de disciplina de condutores, e não a via com estacionamento. Após ser pressionado, Luis Fernando teria se feito de desentendido e jogado a culpa nas costas do Secretário de Trânsito, Coronel Araújo.

Milhares de folhetos foram jogados no lixo após “arregada” de Luís Fernando.

O decreto autoritário nem sequer chegou a valer, já que na noite do dia 26, o prefeito já teria comunicado os vereadores que suspenderia a medida.

Segundo o vereador Paulo Alencar, um grupo de comerciantes teria se reunido para cobrar dele e dos demais vereadores explicação, já que a medida afetaria o desempenho do comercio local, uma vez que sem lugar para estacionar, o fluxo de clientes diminuiria.

Paulo Alencar explicou que também é contrário à proibição de estacionar no perímetro que compreende a “Rua Grande”, e que a medida deveria ser revista, já que, como conhecedor do local, tem certeza absoluta que o principal problema são alguns condutores de Carrinhos de lotação, e o caminhão de coleta de lixo, ambos precisam ser disciplinados.

Paulo Alencar ficou do lado dos moradores e comerciantes da Avenida Gonçalves Dias

“Morei a minha vida inteira na Rua Grande, e sei, como todo ribamarense da Sede, que o maior problema é o caminhão do Lixo, que não tem horário para passar, e que causa um congestionamento, já que vai lentamente enquanto os garis coletam o lixo. Outro causador dessa lentidão naquela via são alguns motoristas de carrinhos lotação, que não obedecem as normas de trânsito, e param no meio da rua, deixando o transito lento. É preciso, primeiramente, que a prefeitura discipline esses dois pontos. Proibir o estacionamento nessa via toda é uma medida que certamente trará prejuízo para nossa cidade.” Destacou Paulo Alencar.

De acordo com os vereadores, o prefeito Luís Fernando garantiu que não sabia da medida, e que a proibição de estacionar na Avenida Gonçalves Dias seria suspensa até segunda ordem.

Pelo visto, até agora, os Planejas não serviram pra nada..

Prefeitura proíbe estacionamento na principal Avenida de São José de Ribamar, a partir desta quinta-feira, 27

Quem estacionar na Avenida Gonçalves Dias, no Centro de São José de Ribamar, a partir desta quinta-feira, 27, estará sujeito a multa de R$ 195,23, 7 pontos na carteira de habilitação e correrá o risco de ter seu veiculo guinchado.

Medida autoritária do prefeito Luis Fernando desagradou a população ribamarense.

Segundo informativo distribuído amplamente durante toda a semana, a partir desta quinta-feira, 27, quem estacionar na Avenida Gonçalves Dias, será multado e poderá ter seu veiculo guinchado.

Conforme explicado no panfleto distribuído oficialmente pela Prefeitura, quem desobedecer as novas ordens, perderá 07 pontos na CNH – Carteira Nacional de Habilitação, terá que pagar multa de R$ 195,23 e ainda correrá o risco de ter seu carro apreendido.

A medida autoritária do Prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB) tem desagrado a população do Centro da Cidade, que viram na proibição, apenas uma ação para arrecadar mais dinheiro do ribamarense.

Os comerciantes da principal avenida da cidade também alegam que terão prejuízos, já que as vias laterais não tem condições de receber os veículos.

“É lamentável essa medida autoritária e impositiva do prefeito de nossa cidade. Provavelmente teremos uma grande queda na venda que já não anda muito bem. Em nenhum momento nós fomos consultados sobre essa lei, passaram aqui, jogaram uns panfletos, e ponto final.” Lamentou um comerciante que não quis revelar o nome com medo de perseguição dos fiscais da prefeitura.

Em grupos de whatsApp, moradores da Sede fizeram chacota com a nova determinação do prefeito. “Provavelmente essa lei é apenas para beneficiar o prefeito na hora do almoço, quando ele passa na avenida.” Debochou um internauta.

Flávio Dino anuncia pavimentação de ruas do Pq Jair, Jd Turu, Alto do Turu, Av. Trindade, entre outros bairros de São José de Ribamar.

Governador irá pavimentar dezenas de ruas de São José de Ribamar

O Governador Flávio Dino (PCdoB), reuniu os prefeitos dos quatro municípios da Grande Ilha, para anunciar que irá asfaltar 200 km de vias na região metropolitana, totalizando investimento de R$ 80 milhões. Durante a cerimônia, Dino relembrou que mesmo esta sendo uma obrigação dos municípios, o Estado irá fazer o que as prefeituras não estão conseguindo fazer, pois o importante são os mais de 1 milhão de maranhenses que serão beneficiados com o pacote do Mais Asfalto nos municípios de São Luís, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

A cerimônia foi marcada por constrangimento, e a sensação de “eu deveria ter feito e não fiz”, durante a longa e detalhada explanação do Secretário de Infraestrutura Clayton Noleto.  Na platéia, constrangido, o ex-secretário de Infraestrutura e atual prefeito de São José de Ribamar,  Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), viu o Governador do Estado anunciar que irá pavimentar bairros que sofrem há mais de 20 anos, que o ex-secretário poderia ter feito quando estava à frente da Sinfra, mas não fez.

De acordo com o planejamento do Governo do Estado, serão pavimentadas as principais vias do Parque Jair, Jardim Turu e Alto do Turu. “Nesses bairros, realizaremos serviços de ótima qualidade, com drenagem profunda e pavimentação.” Deu aula, o secretário Clayton Noleto.

Também foi anunciados serviços na Arthur Carvalho, que já foi recuperado pela Prefeitura de São José de Ribamar há pouco mais de dois meses, mas o serviço de péssima qualidade não existe mais.

O secretário de Infraestrutura seguiu apresentando outros bairros de São José de Ribamar que receberão serviços de pavimentação do Governo do Estado.

Avenida Trindade ( passando pela Preiçoeira, Quinta, Nova Terra, Matinha, Mata e Vila Flamengo até Avenida Tancredo Neves ); Inteligação da MA-201 (Estrada de Ribamar ) com a MA-202 ( Estrada da Maioba ), ao lado do Shopping Pátio Norte, com construção de uma ponte; reconstrução da Ponte que liga a Estrada da Vitória à Estrada da Maioba.

Exclusivo: Prefeitura de São José de Ribamar abre seletivo para Advogado, Assistente Social, Pedagogo, Psicólogo e cargos com nível do ensino médio

A Prefeitura de São José de Ribamar publicou hoje, 24, edital que disciplina a contratação de profissionais de diversas áreas.

De acordo com as informações constantes na edição número 212 do Diário Oficial de São José de Ribamar, as inscrições poderão ser feitas no período de 25 a 31 de Julho, das 9 às 17hs, exclusivamente no prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social, localizado na Avenida João Alves Carneiro, número 08, bairro Moropóia.

Serão selecionados 39 profissionais, conforme informação abaixo.

Advogado –  01 Vaga, – Remuneração – R$ 2500,00 – 20hs semanais

Assistente Social – 07 Vagas – Remuneração – R$ 2500,00 – 30hs semanais

Auxiliar de Cuidador Social – 08 Vagas – Remuneração – R$ 1000,00 – 40hs semanais

Atendente de Cadastro Único – 02 Vagas – Remuneração – R$ 1000,00 –  40hs semanais

Orientador Social – 12 Vagas – Remuneração – R$ 1200,00 –  40hs semanais

Pedagogo – 03 Vagas – Remuneração – R$ 2500,00 – 40hs semanais

Psicólogo – 06 Vagas – Remuneração – R$ 2500,00 – 40hs semanais.

 

Baixe o edital completo clicando aqui.

 

Farra com dinheiro público! Luís Fernando vai torrar R$ 112 mil com passagens aéreas.

Depois de gastar R$ 1 milhão e 600 mil com locação de 66 veículos para funcionários que moram em São Luís e R$ 3 milhões 360 mil com combustível, agora o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), vai torrar R$ 112 mil reais com passagens aéreas.

O contrato com a WC Viagens e Turismo, empresa com sede em Açailandia, foi publicado na edição número 96, do Diário Oficial de São José de Ribamar, e no total, custará R$ 112 mil reais no bolso do ribamarense, tudo isso, pra garantir o conforto do prefeito em viagens pelo pais. ( veja o absurdo no diário oficial aqui. )

É muita farra com dinheiro público!

Dudu N’Gandaya desmente Secretário de Cultura e revela que no carnaval já teriam reduzido os cachê dos artistas.

A polêmica envolvendo a Secretaria de Cultura e artistas ribamarenses continua. Após a publicação da carta de repúdio a política de desvalorização da cultura na Gestão Luís Fernando, no início da noite, o Secretário de Cultura divulgou nota na qual acusa o artista Dudu N’Gandaya de mentir no documento publicado em seu facebook.

Indignado com as acusações de Calixto, Dudu voltou a publicar nota em resposta ao conteúdo divulgado pelo secretário de cultura.

Na postagem, Dudu revela que no período carnavalesco já tinha sofrido redução de cachê. A informação do artista desmente release distribuído pela prefeitura  no inicio do ano, no qual afirma que os artistas locais teriam sido valorizados pela nova gestão.

Leia  a nota na íntegra.

“Boa noite, não falei nenhuma inverdade sobre a nota que lancei em meu facebook. No período do carnaval foi tudo bem claro, quando me ligaram pra me dizer que eu estaria no carnaval mas com uma condição, que meu cachê iria ser reduzido o valor, até então fiquei surpreso e não reclamei,pois as demais bandas iria também sofrer alterações, mas pelo que vi isso não rolou…  não fiz questão de nada só queria fazer o meu trabalho e também fazer a alegria de todos que admiram meu trabalho… Ontem fui até a secretária para saber de um procedimento, quando me deparei com a pergunta: você não fez seu recadastramento?  Eu disse que recadastramento? A pessoa do São  João veio aí eu disse – nunca fui informado de recadastramento, aí perguntei qual se teria possibilidade para que eu pudesse fazer meu recadastramento mesmo passando do dia , a pessoa me disse que não teria mais como pois as bandas já estavam selecionados e já teria saído nesse dito Diário aí falei pq não me ligaram, disseram que tinham colocado em todos os meios de comunicação e também ligado, como ligaram se eu nunca recebi ligação alguma, sair de lá com duas batidas em meu ombro e o mesmo dizendo que lamentava tal situação!!! Dudu N’Gandaya