São José de Ribamar: Aos ricos, privilégios; aos humildes, perseguição.

Prefeitura governa conforme a classe social.

Os dois flagrantes acima, reflete exatamente como a atual gestão do prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), trata a população ribamarense, dando privilégios aos ricos e perseguição aos mais humildes.

A primeira foto foi tirada no inicio da semana, poucos minutos depois da ação dos fiscais da prefeitura, que destruiu o único abrigo que protegia os alunos e moradores do Residencial Turiúba, conjunto do programa Minha Casa, Minha Vida. A ação impetuosa, autorizada pelo prefeito do município, deixou a população revoltada que foi obrigada a ver seus filhos no sol escaldante.

No caso do Abrigo do Turiúba, os fiscais da prefeitura alegaram que a construção era irregular e obstruía espaço publico.

A segunda foto foi tirada nesta sexta-feira, (11), e dois pontos chamaram a atenção.  A Guarita foi construída no meio da rua, demonstrando claramente a irregularidade e obstrução de via pública. E o outro ponto, é que a via está sendo pavimentada, o que mostra que há conivência dos fiscais do poder público, já que pelo que se pode ver, o asfalto será concluído, e a Guarita continuará no local.

No caso da Guarita do Araçagy, certamente os fiscais viram e devem ter pedido para  a empresa que está pavimentando a via para desviar da construção, que deve ter sido paga com recurso dos moradores de classe alta, que tem entre eles, uma ilustre moradora, a deputada federal Eliziane Gama.

Esse é o caso mais emblemático que mostra como a prefeitura de São José de Ribamar trata a população. Aos ricos, privilégios; aos humildes, perseguição.

Oportunidade: Seleção para uso dos Quiosques do Cais de Ribamar acontecem dia 17.

Grande oportunidade para você que pretende ter seu próprio negócio. O direito de usar um dos dois Quiosques do Cais de São José de Ribamar será realizado através de seleção. Confira o edital e participe.

Empreendedores e pessoas físicas que tenham interesse em usar, por período de dois anos, os dois quiosques do Cais de São José de Ribamar, poderão participar da seleção que acontecerá no próximo dia 17 deste mês.  De acordo com o Aviso de Licitação publicado nesta quarta-feira, 02, o Pregão está programado para acontecer as 15hs, na Central de Licitação, localizado na Praça Matriz, 142, Centro de São José de Ribamar.

O aviso de seleção foi publicado no Diário Oficial.

De propriedade da Emap, ligada ao Governo do Estado e gerenciado por um Comitê Municipal, o Cais de São José de Ribamar é dotado por dois Quiosques, que serão cedidos onerosamente, com contrato de dois anos, para empreendedores que queiram investir e lucrar com o movimento dos turistas.

A oportunidade é única, e qualquer cidadão pode participar. Os vencedores poderão usar os Quiosques para venda de lanches, souvenir, restaurante, entre outros comércios.

Interessados devem retirar o Edital com as informações, na CELICC – Central de Licitação, Contratos e Convênios, na Praça Matriz, 142, de segunda à sexta-feira, das 8hs as 13hs e das 15hs as 18hs.  Maiores informações poderão ser tiradas através do telefone 3224-7150

Arregou! Após pressão dos vereadores, Luís Fernando volta atrás e cancela proibição de estacionamento na “Rua Grande”.

Prefeito teria levado uma pressão dos vereadores ribamarenses.

Lembram daquela medida autoritária que proibiria, a partir do dia 27, estacionamento de veículos na Avenida Gonçalves Dias? Pois é, só serviu pra jogar dinheiro na lama, com a confecção e distribuição de panfletos, que segundo informações privilegiadas, teria custado aos cofres públicos,  alguns milhares de reais.

A proibição, considerada pelos moradores e comerciantes da avenida, uma medida completamente autoritária, já que nenhum deles teria sido consultado, criou muita polêmica e a cobrança foi bater nas portas dos gabinetes dos vereadores.

Insatisfeitos, um grupo de vereadores foi cobrar satisfação com o prefeito, e alertá-lo que a proibição seria uma loucura, já que o problema maior é a falta de disciplina de condutores, e não a via com estacionamento. Após ser pressionado, Luis Fernando teria se feito de desentendido e jogado a culpa nas costas do Secretário de Trânsito, Coronel Araújo.

Milhares de folhetos foram jogados no lixo após “arregada” de Luís Fernando.

O decreto autoritário nem sequer chegou a valer, já que na noite do dia 26, o prefeito já teria comunicado os vereadores que suspenderia a medida.

Segundo o vereador Paulo Alencar, um grupo de comerciantes teria se reunido para cobrar dele e dos demais vereadores explicação, já que a medida afetaria o desempenho do comercio local, uma vez que sem lugar para estacionar, o fluxo de clientes diminuiria.

Paulo Alencar explicou que também é contrário à proibição de estacionar no perímetro que compreende a “Rua Grande”, e que a medida deveria ser revista, já que, como conhecedor do local, tem certeza absoluta que o principal problema são alguns condutores de Carrinhos de lotação, e o caminhão de coleta de lixo, ambos precisam ser disciplinados.

Paulo Alencar ficou do lado dos moradores e comerciantes da Avenida Gonçalves Dias

“Morei a minha vida inteira na Rua Grande, e sei, como todo ribamarense da Sede, que o maior problema é o caminhão do Lixo, que não tem horário para passar, e que causa um congestionamento, já que vai lentamente enquanto os garis coletam o lixo. Outro causador dessa lentidão naquela via são alguns motoristas de carrinhos lotação, que não obedecem as normas de trânsito, e param no meio da rua, deixando o transito lento. É preciso, primeiramente, que a prefeitura discipline esses dois pontos. Proibir o estacionamento nessa via toda é uma medida que certamente trará prejuízo para nossa cidade.” Destacou Paulo Alencar.

De acordo com os vereadores, o prefeito Luís Fernando garantiu que não sabia da medida, e que a proibição de estacionar na Avenida Gonçalves Dias seria suspensa até segunda ordem.

Pelo visto, até agora, os Planejas não serviram pra nada..

Bomba!!!!: Diretores denunciam abuso na Secretaria de Educação de São José de Ribamar.

Pelo que tudo indica, os Planejas realizados pelo prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), não vem agradando ninguém em São José de Ribamar. A última ação, foi ceifar o direito de férias dos Diretores de Escolas da rede municipal de ensino.

De acordo com denúncia que circula em vários grupos de whatsApp, os gestores, que tem direito garantido por Lei de 30 dias de férias, que deveriam ter iniciado dia 01 de julho, foram obrigados a preencher um requerimento na SEMED – Secretaria Municipal de Educação, e aguardar no local de trabalho, a autorização da Secretária Carla Verás, só que, ainda de acordo com a denuncia, oito dias  já se passaram e nada de autorização.

“Todos nós gestores tiramos férias no dia primeiro de julho, pois temos direito garantido por lei de gozarmos os trinta dias. Só que não!” Ironizou uma diretora, que explicou, “Carla Véras não liberou as nossas férias, tivermos que preencher um requerimento e aguardar nas escolas até que entrem em contato conosco autorizando a sairmos de férias,  mesmo tendo recebido pelas férias, e já estamos no quinto dia útil.” Explicou a diretora.

Pela lei, as diretoras deveriam gozar os trinta dias de férias deste mês de julho, porém, esse direito está sendo ceifado pela gestão do Prefeito Luís Fernando.

Na denuncia que circula nos grupos de whatsapp do município, a diretora demonstra decepção com o gestor.

“Olha, Luís Fernando está decepcionando muita gente, aqui na escola só ouço o pessoal se reclamando.” Concluiu.

O blog entrou em contato com mais de vinte Diretoras de todas as regiões do município, que confirmaram as denuncias e pediram para não terem seus nomes citados, com medo de serem exoneradas.

Teté Vieira chancela atestado de incompetência do prefeito Luís Fernando.

Parece que o ex-vereador Teté Vieira (PV) não aprende mesmo. Depois de ter sido repreendido por seu chefe no inicio do ano, quando acusou os vereadores de enganar o povo com um pedaço de papel ( relembre o caso aqui ), e foi proibido de falar em política no município ( relembre o caso aqui. ), Teté volta a atirar no próprio pé, ou pior, no pé do seu chefe.

Dessa vez, o ex-vereador usou suas redes sociais e grupos de WhatsApp para tentar atingir o ex-prefeito Gil Cutrim (PDT), mas acabou acertando em cheio o seu atual chefe, o prefeito Luís Fernando.

Acontece que Teté, que atualmente deveria estar trabalhando todos os dias na prefeitura do município, onde recebe um gordo salário de R$ 6 mil reais, afirmou que tinha total conhecimento da situação dos ônibus escolares, porém, Luís Fernando não tomou nenhuma providencia para que fosse feita a fiscalização da frota, o que acabou resultado no acidente com mais de 45 crianças, na zona rural do município. (Leia aqui.)

Teté, que é mais visto com celebridades em baladas fora do Estado do que na prefeitura do município, tentou macular, junto com a assessoria de comunicação, o grave acidente ocorrido nesta segunda (22), na zona rural do município. Como não conseguiu calar a imprensa, pasmem, passou a tentar colocar a culpa no ex-prefeito Gil Cutrim (PDT), que terminou seu mandato cinco meses atrás, e durante os seis anos que administrou o município, não teve registrado nenhum acidente com ônibus escolar.

Ao se calar diante dos fatos atuais, e tentar a todo custo colocar a culpa no ex-prefeito, diversos internautas repreenderam o ex-vereador e membros da assessoria de comunicação, que publicaram nota recheada de inverdades, errando inclusive o dia do acidente, e foram desmentidos em rede estadual pela reportagem da Mirante, afiliada da Rede Globo.

Perguntamos à Teté, qual providência ele tomou como Assessor Especial, já que afirma ter conhecimento da situação dos ônibus há muito tempo, e porque o prefeito Luís Fernando nada fez para fiscalizar e evitar a tragédia. Sem argumentos, o ex-vereador preferiu ficar calado.

Salário gordo, contrato gordo, mas trabalho que é bom nada.

Feliz da vida, o ex-vereador Teté não tem do que reclamar. Mesmo morando na Península, área nobre de São Luís, o ex-vereador conseguiu com Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), uma boquinha de R$ 6 mil reais por mes, o que tem lhe garantido boas festas fora do Estado.

Além do gordo salário de R$ 6 mil reais, Teté também articulou, sem licitação, contrato de mais de R$ 25 mil reais

Não satisfeito com o salário, o ex-vereador articulou junto com o Secretário de Saúde, Thiago Fernandes, um contrato sem licitação no valor de R$ 25 mil reais, para a empresa de propriedade de sua família fornecer água para a Secretaria.

Com todas essas vantagens, Teté, resume seus dias de trabalho à postagens ofensivas à Gil Cutrim.

Cuspindo no prato que comeu: Vereador Cristiano vira chacota em São José de Ribamar.

Entre os colegas, Cristiano era chamado de “Prefeitinho” porque copiava o estilo de se vestir do chefe Gil Cutrim, do sapato mocassim à barba.

O vereador Cristiano Pinheiro (SD) passou vergonha mais uma vez, ao tentar atacar a gestão do seu ex-chefe, o ex-prefeito Gil Cutrim (PDT). Em sua página no facebook, o ex-secretário de Juventude, que participou efetivamente das decisões tomadas nos últimos quatro anos, tentou enganar os ribamarenses afirmando que “agora viveria um momento de reconstrução, porque a gestão passada era de descaso e abandono.”

Assim que Cristiano publicou o infeliz comentário em postagem sobre uma Ordem de Serviço, tentando se passar por oposição ao ex-prefeito Gil Cutrim, internautas passaram algumas verdades na cara do vereador óleo de pérola.

“Até você Professor Cristiano Pinheiro, com esse discurso de reconstrução?? de retomada da ordem?? De descaso e abandono da gestão anterior??? Mas pera aê. Deixa eu entender?!!!
Que eu me lembre você e a maioria dos que estão nessa nova gestão eram secretários na gestão passada!!! Conclusão, você contribuiu com tudo isso que você agora repreende?!!” indagou o internauta Flávio Pontes.

Ao tentar explicar-se, o despreparado vereador e líder de governo, acabou se enrolando ainda mais, e o assunto tomou conta das redes sociais e dos grupos de whatsApp da cidade.

“Mal consegui manter os poucos programas existentes na Secretaria e alguns deles nem isso, como no caso do Caminhão da Juventude que teve seu recurso cortado e deixou de funcionar exatamente a partir de 2014.” Assumindo que uma das suas primeiras ações foi acabar com o Caminhão da Juventude.

Cristiano estava em todas as reuniões com o prefeito Gil Cutrim, inclusive copiando o estilo do prefeito de se vestir.

Cristiano, vergonhosamente ainda tenta continuar enganando os internautas, afirmando que foi secretário mas que passava sete meses sem falar com o prefeito. O próprio Flávio Pontes, que fez as primeiras indagações, desmascara o vereador. “De três em três meses tinha reunião de avaliação e Cristiano tava lá. E em todas as reuniões da prefeitura também.” Desmentiu.

E conclui afirmando o que muita gente suspeita e que inclusive deve ser alvo de investigação do Ministério Público.

“Consegui a triplicação das oportunidades no programa de Estágio que beneficiaram mais de trezentos jovens, o apoio ao esporte de Alto rendimento e ao esporte amador.” Concluiu o enrolado vereador.

Cristiano é acusado, inclusive por vereadores do próprio grupo político, de usar a estrutura da Secretaria, concedendo Estágios Remunerados e distribuição de material esportivo para fazer pré-campanha.

Após se enrolar todo, o tema passou a ser altamente debatido nos grupos de whatsApp, onde Cristiano foi classificado como traidor.

“Mas gente, ainda to passada com essa de Cristiano. Lembrei que o professor Cristiano e Gil eram uma amizade de tantos sorrisos e abraços. Eu acho é graça disso, se ele se calar fica melhor. Tá cuspindo no prato que se deliciava.” Avaliou Debora Kapus.

Outros internautas fizeram algumas indagações em grupos os quais o vereador participa, mas o mesmo se manteve calado.

“Se você achava tudo isso da gestão passada, porque ficou até o último minuto que pôde?” Indagou um internauta.

Um dos últimos eventos que Cristiano participou antes de se afastar para ser candidato a vereador.

“Ele era secretário, a esposa administradora do hospital e da maternidade, o que lhe garantiu muitos votos. A cunhada trabalhava na saúde. Até a mãe dele trabalhava na prefeitura. O Cursinho Pré-vestibular não sei como legalmente ele se mantém à frente de tudo junto à empresa que administra até hoje, e agora um cara desse vem querer falar mal de onde ele adorava?” Indagou um internauta em um dos grupos.

“Lembro que nas ordens de serviço Cristiano era motivo de chacota porque queria imitar o prefeito Gil, com o tempo, passou a malhar pra ficar parecido com o prefeito, depois usava pólo, mocassim e até imitação dos relógios, tudo igual o prefeito. Quando Gil começou a usar barba, lá veio Cristiano de barba também, a galera zoava, chamava ele de prefeitinho, porque queria ficar parecido com prefeito” disse um internauta indignado com a vergonhosa postura de quem foi eleito exclusivamente por ter sido Secretário de Juventude do ex-prefeito Gil

Cristiano perdeu a oportunidade de ficar calado, e como conseqüência, passou vergonha mais uma vez.

Vereador Lázaro tenta criar motim contra Luís Fernando e diz que os ataques de Teté tem o aval do Prefeito.

Vereador Lázaro tenta criar grupo para derrubar o ex-vereador Teté.

A publicação do Assessor Especial do Prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), o ex-vereador Teté Vieira (PV), na qual ele afirma que os vereadores usam pedaço de papel para enganar o povo tá rendendo até hoje. Mesmo com a retratação, após Luís Fernando ter proibido que o ex-vereador participe de ações políticas sem sua autorização, os vereadores ainda não engoliram o ataque, e no grupo de whatsApp composto apenas por vereadores, a reclamação é geral.

A declaração do vereador Lázaro (PV), chamou atenção da nossa reportagem, e segundo nosso (a) vereador (a) informante, Lázaro, que não anda muito satisfeito com a falta de regalias, tenta fazer do assunto, o estopim para uma crise entre o Poder Legislativo e o Poder Executivo do município, e lógico, tirar Teté da administração, desafeto antigo, e ainda ganhar umas indicações de cargos.

Lázaro tenta derrubar seu antigo desafeto.

Em postagem, Lázaro disse: “Meus amigos vereadores, vejam o tamanho da audácia desse rapaz. Acreditem no que eu vou falar, tudo tem o aval do prefeito, é quem tá pagando ele.” Se queixou o vereador.

Internamente, vereadores afirmam que Lázaro tenta criar um grupo para exigir a exoneração de Teté, e tem afirmado que se for preciso, irá dificultar a vida de Luís Fernando na Câmara enquanto o ex-vereador permanecer no cargo.

Ainda durante a discussão, Lázaro cobra a fatura em nome dos ex-vereadores que não foram eleitos e continuam sem emprego.

“Os outros ex-vereadores até hoje, coitados, nunca foram chamados, mas esse moço recebe dinheiro desde janeiro.” Cobrou a boquinha para os ex-amigos de Parlamento.

Leia também:

Ele voltou! Teté Vieira dá puxão de orelha nos vereadores: “Um pedaço de papel para enganar o povo.”

Após Teté afirmar que vereadores usam pedaço de papel para enganar o povo, Luís Fernando proíbe ex-vereador de ações políticas sem sua autorização.

Ele voltou! Teté Vieira dá puxão de orelha nos vereadores: “Um pedaço de papel para enganar o povo.”

Teté agora assessora o prefeito Luís Fernando Moura da Silva

Após um longo período em silêncio, o ex-vereador Teté Vieira, que agora exerce o cargo de Assessor Especial do Prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), resolveu, com seu jeito polêmico, voltar aos noticiários da cidade. Teté usou seu perfil no facebook nesta sexta-feira (10), para dar uma puxada de orelha nos vereadores do município.

O ex-parlamentar, que durante os quatro anos que passou na Câmara Municipal, foi recordista em projetos de Lei, tendo mais de 30 aprovados pela casa, criticou veemente os vereadores que, na sua opinião, não sabem ainda muito bem qual o seu papel na Câmara.

Segundo Teté, os vereadores usam um pedaço de papel para enganar o povo, e essas indicações mostradas em fotos não tem nenhum valor jurídico, são apenas apenas o que todo cidadão comum faz quando encontra o prefeito em algum lugar, pede.

Segundo Teté,vereadores usam papeis para enganar o povo.

“Lamentável, membros do Poder Legislativo de São José de Ribamar continuarem a ludibriar o povo com meras indicações. Gente, indicação é apenas um pedido ou sugestão, o mesmo pedido que o povo faz pro Prefeito quando ele está no seu Bairro ou o encontramos em algum lugar, “Prefeito veja minha rua, por favor”, éção. exatamente o que vale uma indicação, sendo que redigida. Indicação não tem valor jurídico de absolutamente nada, nada. A Câmara tem entre várias obrigações a de fiscalizar o Executivo, o cumprimentos das Leis Federais, Estaduais e Municipais, criação de Leis e amplo relacionamento com a sociedade para transforma seus anseios em soluções. Mas infelizmente o que se ver até hoje, e o que eu vi quando passei por lá, é o povo sendo ludibriado com uma folha de papel que não resolve absolutamente nada.” Lamentou Teté Vieira.

Segundo Teté, os vereadores usam um pedaço de papel para enganar o povo.

Perguntamos para o ex-vereador se a postagem era direcionada para algum vereador especifico. Com a resposta na ponta da língua, ele respondeu na lata: “Pra todos!”

Teté reforçou suas críticas aos vereadores que vivem apenas de fazer indicações e concluiu.

“Tem vereador tão preguiçoso, que faz uma só indicação e pede pro prefeito pavimentar todas as ruas do bairro. Engana ele mesmo e os eleitores.” Concluiu o ex-vereador.

Visita de Flávio Dino ao Cais de São José de Ribamar gera constrangimento a quem podia fazer e não fez.

Governador Flávio Dino ladeado por futuros cabos eleitorais

Na manhã deste sábado (28), o Governador Flávio Dino (PCdoB), acompanhado por sua comitiva, visitou a obra de requalificação do Cais e protagonizou uma cena, no mínimo constrangedora. Flávio Dino criticou duramente o abandono do Cais pelos governantes, e a carapuça serviu exatamente para o seu ex-adversário, que sonhava ser Governador do Estado, e hoje se contenta em ser seu mais novo fiel cabo eleitoral.

Na visita, Flávio Dino faturou como grande líder político, e sentiu o gostinho de ser “paparicado” por centenas de cabos eleitorais, inclusive, prefeitos da grande ilha.

O Governador gostou do que viu, e anunciou que determinará que seja feito o possível e o impossível para a população receber o novo ponto turístico da cidade antes do carnaval.

Abandono e oportunidade de fazer.

O Cais de São José de Ribamar passou décadas completamente abandonado pelos últimos governadores, os quais, através da Emap, eram responsáveis exclusivos pela manutenção. Entre a lista dos que abandonaram um dos maiores pontos turísticos da cidade, estão a ex-governadora Roseana Sarney, e o ex-governador Jackson Lago (PDT).

Quando iniciou sua pré-campanha ao Governo, em meados de 2013, Luís Fernando era o homem forte da ex-governadora Roseana Sarney, e iniciou a campanha “O tocador de obras”. Naquele ano, muitos ribamarenses acreditaram que a tão sonhada obra do Cais sairia do papel. Não saiu.

Placa da obra que custaria R$ 110 milhões ainda está no local, quase 3 anos depois de ter sido assinado OS pelo “Tocador de Obras”

Como também não saiu a duplicação da Estrada de Ribamar entre o Maiobão e a Sede do município e a Avenida Metropolitana, que teve até placa e ordem de serviço assinada por Luís Fernando, na época, Secretário de Infraestrutura do Governo do Estado.

Durante todo o período em que Luís Fernando esteve como o homem forte de Roseana, nada foi feito pelo Cais de São José de Ribamar.

Flávio Dino determinou a elaboração do projeto já nos primeiros meses de sua gestão, e determinou varias ações que beneficiaram os ribamarenses.

Urbanização da Avenida Tancredo Neves e da Estrada da Vitória, Requalificação da duplicação da Estrada do Araçagy (conhecido como Paraíso dos Postes), convênio com Produtores Rurais na Mata e construção do IFMA, foram algumas ações realizadas pelo Governador Flávio Dino em 2016.

Flávio Dino deve entregar Cais de São José de Ribamar antes do carnaval.

Obras iniciadas em 2016 deve ser entregue antes do carnaval.

Prevista para ser entregue no final do primeiro trimestre de 2017, a obra de requalificação do Cais de São José de Ribamar, foi vistoriada pelo presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, e técnicos de engenharia, nesta semana. O empreendimento de grande porte está sendo realizado no terceiro município mais populoso do Maranhão e o investimento é de R$ 1,9 milhão, custeados pelo Governo do Maranhão.

 “Faltam pequenas coisas, basicamente acabamento. A maior parte da obra pesada já foi concluída. As chuvas estão atrapalhando um pouco, mas vamos fazer um grande esforço para entregar a obra antes do carnaval. Nessa obra nós estamos recuperando o acesso, recuperação do quebra mar, a limpeza, a recuperação da estrutura, da escadaria de acesso e revitalizar para o uso náutico, para que as embarcações possam operar, as embarcações de turismo e passageiros, transformando nos finais de semana um grande ponto. A Secretaria de Turismo e Cultura vai realizar ações no local”, avaliou o presidente, Ted Lago.

A obra trouxe ao povo ribamarense oportunidade de emprego, a expansão do turismo, além de prospecção de melhorias da qualidade de vida dos moradores, por meio da implantação de uma central de ginástica, que será disponibilizada no eixo do cais à população.

A requalificação do Cais de Ribamar foi uma das primeiras demandas solicitada pelo ex-prefeito Gil Cutrim (PDT) e atendida pela gestão Flávio Dino, que contemplou o município com a construção do cais com exatos 4.660 metros quadrados de área. A obra prevê melhorias no entorno, ponte e píer, incluindo restauração da iluminação, pavimentação e recuperação estrutural, construção de uma área de passeio público com praça, arborização, ciclovias e academia ao ar livre.

Além disso, está prevista a instalação de um posto policial, de uma estação de tratamento de esgoto e de drenagem pluvial. O objetivo é atender as pequenas embarcações da região, e, ao mesmo tempo, fomentar o turismo local.

O Governo, representado pela Emap, fechou uma parceria com a Prefeitura de São José de Ribamar para a estruturação de uma área com um parque com equipamentos de ginástica para idosos e jovens. A área fica no eixo central da estrutura, levando ao ribamarense o lazer e o incentivo à prática esportiva.

O instrumento que está sendo resgatado é de domínio da Empresa Maranhense de Administração Portuária e há mais de 40 anos nunca havia sido lembrado para que pudessem desenvolver um projeto grandioso como este que estará sendo entregue à população até o final do ano.