Serviço porco: Reconstrução da Avenida Gen. Artur Carvalho não durou 2 meses.

Quem é obrigado a passar pela Avenida General Artur Carvalho, na região limítrofe de São José de Ribamar, tem notado a péssima qualidade dos serviços executados pela prefeitura. Em toda a extensão da avenida, o que se vê é muito buraco e lama, algo inacreditável para uma via que foi totalmente recuperada há menos de dois meses.

Em maio deste ano, as maquinas da secretaria de Obras do Município realizaram a recuperação da avenida, que liga o bairro do Miritiua à Beira rio. Nas redes sociais da prefeitura, fotos foram postadas com as seguinte informação: “Reconstrução a todo vapor no Bairro do Miritiua.”

A prefeitura não informa o valor gasto nessa operação, mas calcula-se que alguns milhares de reais viraram lama, já que dois meses após informar que a Avenida estava sendo reconstruída, quem passa por lá hoje, vê lama e buraco onde a prefeitura garante que recuperou com asfalto.

No bairro, o trabalho da prefeitura virou piada. “Estão trazendo borra de café e colocando no lugar de asfalto, é a única explicação. É só cair uma chuva que some tudo.” Ironizou Carlinhos, morador da região.

Já o comerciante José Meirelles não vê nenhuma graça no desperdiço de dinheiro. “É uma vergonha saber que o prefeito que se julgava tão sério se preste a fazer um serviço porco desse. A recuperação dessa avenida não durou dois meses, estão jogando nosso dinheiro na lama.” Lamentou o comerciante.

O serviço de péssima qualidade já foi classificado pela população, que criou até selo para reprovar: “serviço porco”

Nas redes sociais, já foi criado até um selo de qualidade para o péssimo serviço executado pela prefeitura. Quando os internautas identificam algum serviço mal feito, carimbam com o selo de “Serviço porco.”

Parece engraçado, se não fosse trágico..

Caos: Lama e falta de médicos. Saúde de São José de Ribamar pede socorro.

Na UBS do Parque Vitória, que funcionavam à todo vapor, o prefeito demitiu enfermeiras e médicos, e segundo denuncia, colocou alunos para fazer atendimento dos paciências. Já na UBS da Mata, lama toma conta do local, segundo a funcionária, é a primeira vez que isso acontece.

UBS da Mata durante últimas chuvas. Pacientes são atendidos no meio da lama.

Na semana em que o prefeito Luís Fernando mandou espalhar reportagens afirmando que a saúde era prioridade, e que estava tudo um mar de Rosas (leia as mentiras publicadas em blogs de São Luís, aqui.), denuncias de moradores desmascaram a mentira divulgada. O Blog Ribamais publica com exclusividade, no Dia Mundial da Saúde, a verdadeira realidade da Saúde no município.

Na UBS do bairro da Mata, um funcionário filmou como o prédio ficou durante uma forte chuva. Dá prá ver no vídeo, os pacientes ilhados em suas cadeiras, enquanto em outra sala, uma suposta enfermeira fica com os pés suspensos, evitando contato com a lama que invadiu o prédio, danificando e contaminando equipamentos e documentos.

O caso aconteceu no dia 21 de março, e o vídeo foi enviado à redação do Blog Ribamais por um Guarda Municipal. Na gravação, a funcionária se mostra espantada e preocupada.

“Não mexe em nada aí, o que é? Tá molhando coisa que não pode molhar. Pega aqui o celular, vai gravando, vai gravando! Bora pro banheiro que é o único lugar que não tá alagado. Agora o bicho pega! Agora o bicho pega! Vou mandar é agora pro face. Meu Deus, eu nunca tinha visto isso.” Disse a funcionária completamente assustada enquanto gravava.

Enquanto pacientes e funcionários da UBS da Mata sofrem com lama e descaso, do outro lado do município, na Unidade Básica de Saúde do Parque Vitória, pacientes fazem denuncias gravíssimas de como se encontra o Posto de Saúde do bairro.

“Eu fui me consultar agora, o médico pediu demissão, uma professora dando orientação como se fosse enfermeira, e quem está entregando os medicamentos é um policial (lê-se Guarda Municipal), queremos médico no Posto do Parque Vitoria.” Denunciou Cleudimar Allen, em um grupo de whatsApp do Bairro.

Já Noah, que também é membro do mesmo grupo de whatsApp, fez denúncia mais grave, alertando para erros cometidos por estudantes que estão substituindo médicos e enfermeiros.

 “Só tem estudante do Ceuma, outro dia fui tomar uma vacina e me passaram duas doses, sendo que eram pra ser cinco. Quando fui tomar a segunda, nem tinha no Posto. Tive que ir no Posto próximo à Reserva ( Posto de Saúde de São Luís ), e lá, a enfermeira viu que tava a dosagem errada.” Disse Noah.

Aliados políticos do Prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), demonstraram decepção com o Caos criado nos três meses de gestão.

“O Prefeito Luís Fernando já está fazendo vergonha a nós, que estava pedindo voto pra ele, dizendo que ia ser um bom prefeito para nossa região, e agora é uma decepção.“ Disse o aliado e ex-candidato a vereador Roseno.

O irmão do subprefeito da Região do Parque Vitória, que também faz parte do grupo político de Luís Fernando, questionou a ausência do Prefeito no local. “Não lembro que essa administração visitou essa UBS nesses noventa dias de gestão.” Alfinetou o ex-candidato a vereador Michel, do mesmo partido do Prefeito.

E assim, no dia Mundial da Saúde, as duas UBS encontram-se abandonadas. Uma na lama, a outra sem profissionais, nesse triste caos da saúde ribamarense.