dilma | Ribamais

MUSA TIRA ROUPA EM PROTESTO CONTRA DILMA E É AGREDIDA POR MEMBROS DA ESCOLA DE SAMBA.

CARNAVALtapadilmanochao 2016 – O clima ficou tenso no desfile da Unidos do Peruche na noite deste sábado, 6, no sambódromo do Anhembi, em São Paulo. Revoltada com o veto de seu tapa-sexo em protesto à presidente Dilma Rousseff, Ju Isen tirou a comportada fantasia indicada pela agremiação, surpreendendo muita gente.

“Fui agredida e estou cheia de sangue na perna! Vou processar! Fui agredida pelo pessoal da escola! Me jogaram no chão e estou toda machucada! Bateram em mim”, gritou Ju Isen, totalmente transtornada. Logo em seguida, ela pegou um táxi e foi embora para o hotel em que está hospedada.

Ulisses Ozzetti, da coordenação da Liga das Escolas de Samba de São Paulo, explicou que não pode ter nudez nos desfiles porque é atentado ao pudor. “O protocolo determina que a escola deve retirar a pessoa do desfile para não ser punida”, explicou ele.

Entenda a confusão

A loira, que ficou conhecida em todo o país ao ficar seminua nas manifestações políticas que aconteceram em São Paulo em 2015, não pode usar o polêmico tapa-sexo em protesto à presidente Dilma Rousseff. A escola de samba Unidos do Peruche não quis fazer apologia ao impeachment e obrigou a musa a usar uma fantasia mais comportada.

Segundo a agremiação, Ju tinha que usar uma roupa com ligação com o enredo do desfile: os 100 anos do samba. O tapa-sexo havia sido uma sugestão dela.tapadilma

“Não sei porque proibiram, mas estou muito chateada”, lamentou ela na concentração do desfile da Unidos do Peruche. “Estou me sentindo injustiçada. Quero o impeachment e o povo quer o impeachment”, clamou.

Revoltada, Ju Isen ainda ameaçou entrar na Avenida com o tapa-sexo na mão. “Quero fazer meu protesto de qualquer jeito”, pediu ela, sem sucesso. Instantes depois tiraram o adereço da loira. “Puxaram da minha mão com tudo! Roubaram de mim! Achei péssimo, mas estou aqui”, reclamou.

O regulamento da Liga das Escolas de Samba de São Paulo não proíbe manifestações políticas nos desfiles. Mas, segundo a entidade, se alguém reclamar de algo apresentado, uma ata será aberta e a plenária da Liga, composta pelos presidentes das escolas, irão avaliar a situação e determinar ou não a punição.

Antes do desfile, quando ainda estava se arrumando, Ju Isen contou porque queria usar o tapa-sexo. “Vim parar na mídia protestando e continuarei assim. Eu que escolhi essa fantasia com a intenção de manifestar. Vai ser meu momento.  Vim dar meu recado e de milhões de brasileiros: fora Dilma”, disse ela.

DILMA DIZ QUE CRÍTICAS DE MARTA SUPLICY AO PT “É FALTA DE PIROCA”

imageA entrevista da senadora Marta Suplicy (PT) ao jornal O Estado de São Paulo, na qual ela critica a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, ainda tem causado mal estar entre membros do governo.

A senadora, na entrevista referida, também criticou o presidente do PT, Rui Falcão, o que gerou gritinhos afeminados de petistas de várias laias Brasil a fora.

Na tarde de hoje a presidente Dilma Rousseff decidiu comentar as declarações da ex-ministra: “Eu acho que essa indignação da Marta é falta de piroca, no que se refere à pessoa ficar irritada. Eu acho muito importante o debate e acredito que ela deveria procurar um tratamento urgente e, como ela mesma declarou certa vez relaxar e gozar”.

As declarações da presidente repercutiram entre parlamentares petista, suscitando manifestação do ex-senador Eduardo Suplicy, que chegou a dizer com exclusividade à nossa reportagem que “se o problema for esse mesmo eu resolvo para relembrar os velhos tempos”.

“Dilma precisa se proteger de Eduardo Cunha”, diz pai de santo que foi ao Palácio do Planalto

imageDepois do deputado Cabo Daciolo, hoje foi a vez de um pai de santo dirigir-se à portaria do Palácio do Planalto e pedir para falar com Dilma. Dizia ter uma carta para entregar.
Sabe-se lá por quê, o pai de santo foi encaminhado à Secretaria de Relações Institucionais. Foi recebido por uma secretária. Explicou o pai de santo, apontando para a Praça dos Três Poderes:
– Dilma tem que se proteger. Vim aqui falar isso com ela. Todo mundo aqui faz batuque.
Diante da surpresa da secretária, o pai de santo completou:
– A Dilma tem que se proteger do Eduardo Cunha.
Preocupada, a secretária interrompeu a conversa e, discretamente, telefonou para a segurança. Oito homens subiram até o quarto andar, onde fica a SRI, a Casa Civil e a Secretaria-Geral. Gentilmente, o pai de santo foi convidado a se retirar.
A secretária fez um apelo aos seguranças, indagando por que o pai de santo foi autorizado a subir. Eles tentaram tranquilizá-la, dizendo que já havia um alerta contra ele no terceiro piso, andar onde fica o gabinete de Dilma.
Ou seja: nenhum alerta no quarto andar. Te cuida, Mercadante.

Pesquisa: 84% dos brasileiros acham que Dilma sabia do petrolão

imageEleitores de Dilma ou de Aécio, não importa: a grande maioria dos brasileiros acha que a presidente sabia do gigantesco esquema de corrupção que acontecia dentro da Petrobras. É o que mostra pesquisa realizada pelo instituto Datafolha e publicada no jornal Folha de S.Paulo neste domingo. De cada dez brasileiros, oito (84%) acreditam que a presidente Dilma Rousseff tinha conhecimento da corrupção que acontecia na maior empresa estatal do país.

Os dados mostram ainda que a maioria dos entrevistados (61%) acredita que Dilma não apenas tinha conhecimento da corrupção como “deixou” que os crimes ocorressem na Petrobras. Outros 23% dizem que, apesar de saber, Dilma “não poderia fazer nada” para impedir.

Entre os eleitores que declararam voto na petista no segundo turno das eleições presidenciais, em outubro do ano passado, 74% acham que ela sabia do esquema – outros 19% acreditam que ela não tinha conhecimento e 8% não souberam responder.

Já para os entrevistados que declararam voto no tucano Aécio Neves, 94% têm convicção de que Dilma sabia do petrolão; 3% acham que ela não sabia; outros 3% não souberam responder à pergunta. Os resultados são parecidos entre os entrevistados de todas as divisões socioeconômica, faixas etárias e preferências partidárias.

A pesquisa também perguntou se os brasileiros acreditam que o esquema revelado pela Operação Lava Jato, deflagrado pela Polícia Federal, vai prejudicar a Petrobras. A maioria, 51%, acredita que a empresa será prejudicada “por muito tempo”, e isso “coloca o futuro da empresa em risco”. Os que acreditam, em menor ou maior grau, que a petroleira foi prejudicada pelo escândalo somam 88%. Apenas 6% acreditam que a Petrobras não será prejudicada pelo esquema de corrupção; 7% não souberam ou não opinaram sobre a pergunta.

A pesquisa foi realizada com 2.842 entrevistas em 172 municípios, entre os dias 16 e 17 de março. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.

famosos chamam população às ruas neste domingo

imageA dois dias dos protestos programados em todo o país contra a presidente Dilma Rousseff, celebridades gravaram vídeos em que convidam a população a sair às ruas no dia 15 de março para se manifestar. Os chamados foram publicados nas redes sociais pelo movimento Vem pra Rua, um dos principais organizadores das manifestações. A lista de famosos inclui os atores da Rede Globo Marcelo Serrado, Malvino Salvador, Caio Castro e Márcio Garcia. Em comum, a maioria dos vídeos traz a ênfase das celebridades na palavra “basta”. “Basta de impunidade, basta de corrupção”, diz Márcio Garcia. “Basta de conformismo”, pede Malvino.

Pronunciamento de Dilma provoca gritos e vaias em capitais do país

imageGritos, vaias e panelas batendo foram ouvidos em diversos bairros de São Paulo – como Aclimação, Pinheiros, Santana, Vila Leopoldina, Brooklin, Vila Mariana, Perdizes e Moema – na noite deste domingo (8), durante o discurso da presidente Dilma Rousseff em rede nacional de televisão.

Há também registros de protestos em Brasília (Aguas Claras) e no Rio de Janeiro – no Recreio dos Bandeirantes.

Nas redes sociais houve manifestações a favor de Dilma.

Dilma admitiu que o Brasil passa por dificuldades, consequências da crise financeira mundial e da “maior seca” da história”, e pediu paciência aos brasileiros. Disse ainda que o governo absorveu, até o ano passado, todos efeitos negativos da crise e que “agora” tem “que dividir parte deste esforço com todos os setores da sociedade”.

“Entre muitos efeitos graves, esta seca tem trazido aumentos temporários no custo da energia e de alguns alimentos. Tudo isso, eu sei, traz reflexos na sua vida. Você tem todo direito de se irritar e de se preocupar. Mas lhe peço paciência e compreensão porque esta situação é passageira”, declarou. Segundo ela, o Brasil tem condições de vencer os “problemas temporários”, e afirmou que a vitória “será ainda mais rápida se todos nós nos unirmos neste enfrentamento”.

Constituição impede que Dilma seja investigada na Operação Lava-Jato

imageEm parecer que enviou ao Supremo Tribunal Federal no caso da Operação Lava-Jato, o procurador-geral, Rodrigo Janot, não chegou a fazer um pedido formal de arquivamento a respeito da presidente Dilma Rousseff. Isso porque Janot se limitou a enquadrar as citações à presidente, em depoimentos de delatores, no que está previsto no parágrafo 4 do artigo 86 da Constituição.

Segundo esse artigo, “o presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções”. Isso indicaria que as referências a Dilma são do tempo em que ela ainda era ministra de Minas e Energia e ocupava o Conselho de Administração da Petrobras.

Na prática, Janot indicou ao STF que não havia como dar prosseguimento às referências a Dilma no caso por conta do impedimento constitucional, já que não havia nada relacionado a seu mandato na Presidência da República.

Já o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi avisado na sexta-feira passada, dia 27 de fevereiro, que seu nome não estava entre os alvos de pedido de inquérito no Supremo. A notícia chegou por meio de um parlamentar tucano, que recebeu a informação de um funcionário do gabinete de Janot. Aécio negou que tivesse recebido antes a notícia:

— É falsa a informação. Não soube de nenhuma decisão com antecedência. Só fiquei sabendo quando começou o burburinho, na manhã de terça-feira.

O tucano foi citado em um dos depoimentos do doleiro Alberto Youssef. Ele afirmou que, quando arrecadava propina em Furnas para o ex-deputado José Janene, já falecido, teria ouvido dizer que Aécio e sua irmã também receberiam propina.

Flávio Dino pede à Dilma retomada da Refinaria Premium

localrefinariaO governador do Maranhão, Flávio Dino, apresentou à presidenta Dilma Rousseff, nesta quarta-feira (25), uma reivindicação para que a construção da Refinaria Premium 1 seja retomada, ainda que em menor escala. Dino disse que Dilma autorizou que ele converse com o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, refaça o pedido para que, quando houver a retomada de investimentos da estatal, a refinaria maranhense terá prioridade.

O encontro ainda não foi marcado, mas deve ocorrer nas próximas semanas, segundo o governador. “Temos convicção de que essa onda em relação à Petrobras é passageira, claro. A empresa vai recuperar sua capacidade de investimento e não tem nenhum lugar melhor do Brasil para fazer uma nova refinaria que não o Maranhão pela sua localização geográfica, pela logística instalada, de ferrovias, complexo portuário e, sobretudo, pela grande proximidade de centros dinâmicos e dos grandes centros consumidores do mundo”, disse.

De acordo com o governador, após a apresentação de dados e números, a presidenta concordou com a viabilidade técnica do projeto. Caso não seja possível retomar a construção total da obra, orçada em R$ 20 bilhões e paralisada há três anos, a proposta de Flávio Dino é que seja autorizada a construção parcial de uma refinaria de menor porte, que dispensaria cerca de R$ 8 bilhões.

“Embora formalmente no balanço da Petrobras conste ou vá constar o cancelamento, nós consideramos que é uma transitoriedade. Nós temos convicção de que muito em breve a refinaria vai ser retomada por esse objetivo de ser um ponto de refino e de exportação de produtos a partir da exploração do pré-sal”, declarou.

Presidenta Dilma apela para o Papa Francisco em favor de brasileiro que será executado

imageO assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, disse nesta sexta-feira (16), que encaminhou à representação da Santa Sé no Brasil um dossiê com detalhes do caso do brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, que deve ser executado na Indonésia neste fim de semana. A intenção, segundo ele, é que o documento chegue ao conhecimento do papa Francisco, que poderia interceder pela vida do brasileiro.

“Mantive contato com a Nunciatura Apostólica e fiz chegar à representação da Santa Sé no Brasil um pequeno dossiê com os dados dessa execução e me foi assegurado que seria enviado à Secretaria de Estado do Vaticano para que Sua Santidade pudesse interceder em favor de uma atitude de clemência por parte do governo indonésio”, disse Garcia. Em conversa com jornalistas, o assessor especial chegou a dizer que é preciso esperar que “um milagre” possa reverter a situação.

De manhã, a presidenta Dilma Rousseff conversou por telefone com o presidente da Indonésia, Joko Widodo, e fez um apelo em favor dos brasileiros Archer, que está preso naquele país por tráfico de drogas, e de Rodrigo Muxfeldt Gularte, condenado pelo mesmo crime. Widodo respondeu que não poderia atender ao apelo de Dilma, apesar de compreender a preocupação dela com os cidadãos brasileiros.

O presidente indonésio ressalvou que todos os trâmites jurídicos foram seguidos conforme as leis do país e que os brasileiros tiveram garantido o devido processo legal.