Eleições 2018: Pesquisa aponta derrota de Flávio Dino em São José de Ribamar

Em alguns eventos, a participação do prefeito Luís Fernando se resume à bater palmas para o Governador Flávio Dino.

Os dados divulgados pela pesquisa do Instituto Perfil mostram que Flávio Dino está indo de mal à pior em São José de Ribamar. Segundo a pesquisa, Roseana Sarney segue em primeiro lugar entre os eleitores ribamarenses com 23,7%, em segundo lugar, Eduardo Braide aparece com 18,6%, e apenas em terceiro lugar, o governador Flávio Dino, com 12,7%. Maura Jorge aparece em quarto lugar com 1,7%.

A pesquisa foi realizada no período de 14 a 16 deste mês e ouviu 1.558 pessoas. A margem de erro foi de 4,5% para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

Os números revelados pelo Instituto Perfil confirmam o que todo ribamarense já sabia, que o maior cabo eleitoral de Flávio Dino (PCdoB) em São José de Ribamar, o prefeito Luís Fernando (PSDB), também é seu maior inimigo.

Até 2014, por onde andava, Luís Fernando, à época, Secretário de Infraestrutura do Governo Roseana Sarney, e pré-candidato ao Governo, fazia questão de hostilizar o agora Governador Flávio Dino.

Foi Luís Fernando que batizou Flávio Dino e seus atuais secretários pela ridícula alcunha de “Turma do Gogó”, sem nunca sonhar que hoje seria o seu maior cabo-eleitoral, e que em alguns eventos, resumiria sua participação em apenas bater palmas para o Governador.

Outro fator que tem pesado muito, são os comissionados, que não medem palavras e não economizam forças para jogar o governador cada vez mais pra baixo.

Do alto ao baixo escalão, a gestão do prefeito Luís Fernando é formada por sarneystas declarados ou ocultos, conforme a conveniência. Em grupos de whatsApp é cada vez mais comum ver assessores de Luís Fernando fazendo chacota com o Governador.

E assim, o prefeito que foi eleito com 96% dos votos da população Ribamarense, misteriosamente age para garantir a derrota do Governador na cidade.

Agora lascou! Justiça abre inquérito contra Márcio Jerry por corrupção

A juíza Patrícia Marques Barbosa, da 4ª Vara Criminal de São Luís, autorizou a abertura de inquérito por corrupção passiva contra o secretário de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, e contra a ex-assessora especial do Palácio dos Leões Simone Limeira, ambos do PCdoB.

A magistrada atendeu pedido da promotora Moema Viana Pereira, da 3ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade, depois de uma representação dos deputados Sousa Neto (Pros) e Andrea Murad (PMDB) ter sido encaminhada pelo Ministério Público Federal (MPF) ao MP estadual.

A apuração está sob os cuidados da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor).

Limeira foi acusada pelo líder indígena Uirauchene Soares, de Grajaú, de haver cobrado propina para liberar pagamentos a uma empresa ligada a ele, que trabalha com transporte escolar indígena na região.

À época da denúncia, em julho de 2015, Soares comprovou dois depósitos de R$ 4 mil em uma conta da comunista. Ela disse que o primeiro depósito referia-se a um patrocínio para o carnaval de Grajaú  e que só tomou conhecimento do segundo depósito após o estouro do escândalo.

Jerry foi acusado, também por Uirauchene, de ter oferecido dinheiro pelo fim das manifestações de índios que acamparam em frente aos Palácio dos Leões e na Assembleia Legislativa em protesto contra os atrasos no pagamento do transporte escolar.

Ambos disseram já haver prestado esclarecimentos e negaram as acusações.

“Já prestei todos os esclarecimentos provando minha absoluta inocência diante das acusações feitas pelos deputados Sousa Neto e Andrea Murad”, destacou Simone Limeira.

Ela disse que também processou Uirauchene Soares. “Ajuizei ação penal por calúnia e difamação perante a Justiça Estadual contra o Sr. Uirauchene”, completou.

Márcio Jerry, por outro lado, considerou “absurdas” as acusações feitas pelos parlamentares, “baseadas em postagens de blogs”.

“O processo corre em segredo de Justiça. Já fui ouvido e demonstrei clara e cabalmente tratar-se de uma acusação absolutamente infundada, despropositada e absurda”, declarou.

As informações são do jornalista Gilberto Leda.

Pesquisas: Escutec aponta vitória de Roseana, e Palácio corre pra divulgar outro resultado.

Um fato no mínimo curioso aconteceu na manhã desta quarta-feira, 21. Foi só os primeiros números da tão esperada pesquisa do Instituto Escutec apontar vitória da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), para os blogueiros alinhados do Palácio, entrar em regime de plantão e  espalhar levantamento com vantagem utópica.

Pela manhã inteira, em mais de 80 grupos de whatsApp que o editor do blog Ribamais participa, de mais de 70 cidades diferentes, foi assim, alguém postava o resultado favorável à Roseana e logo em seguida um blogueiro guará-palaciano postava um resultado utópico de vitória de Flávio Dino com vantagem de 30%. Um verdadeiro plantão na blogosfera.

Pé no chão, uma das marcas da ex-governadora Roseana, ela teria optado por guardar os números para avaliação interna, ainda que em todos os cenários saísse vitoriosa, mas algo saiu errado e o levantamento vazou, pra desespero dos comunistas, que tiveram que espalhar uma pesquisa do Instituto Exata, que pouca gente tinha conhecimento.

Os números são tão utópicos, que alguns blogueiros falaram em vitória com margem de 30%, uma verdadeira piada.

Voltando pra coisa séria, os números que apontam a vitória de Roseana, estão muito próximo do verdadeiro cenário político no Estado.

Em um dos cenários, por exemplo, Roseana Sarney aparece com 32,9% das intenções de votos, seguida de Flávio Dino (PCdoB) com 25,9%, Eduardo Braide com 11,4%, Roberto Rocha com 6,6%, Maura Jorge com 2,5%, Nenhum deles 12,6% e NS/NR 8,1%.

Já no levantamento apresentado pelos blogueiros aliados do Palácio, o cenário aponta apenas Flavio Dino com 51% contra 28% de Roseana. Segundo o levantamento 16% anulariam nulo, em branco ou em nenhum dos dois, e 5% não sabem ou não responderam.

A conclusão diante da movimentação de blogueiros hoje pela manhã foi uma só, o maior medo de Flávio Dino é ter Roseana como adversária direta.

Marcio Jerry oficializa pré-candidatura durante ato em Paraibano

Cotado para ser o deputado federal mais bem votado da história do Maranhão, superando seu conterrâneo Carlos Brandão (PSDB), quando foi eleito após ter sido chefe da casa civil do Governo Zé Reinaldo, Márcio Jerry (PCdoB), que durante muito tempo militou no PT, escolheu o município de Paraibano, que é governado pelo amigo Zé Hélio (PT), para oficializar sua pré-candidatura.

 “Eu quero em primeiro lugar fazer o registro da importância desse momento e dizer a vocês que a partir de agora são cúmplices desta que é a primeira reunião que faço na condição de pré-candidato a Deputado Federal e que será inesquecível e daqui a vinte anos vou lembrar que foi em Paraibano, no dia dezessete de junho na casa do Zé Hélio que aconteceu esse momento” disse Márcio Jerry.

Márcio Jerry conseguiu reunir as maiores lideranças da região do sertão maranhense, entre elas, o prefeito de Mirador, Roni (PCdoB); de Fortuna,  Arlindo Filho (PDT); de Nova Iorque, Mayra Guimarães (PSL); ex-prefeito de São João dos Patos, Zé Mário entre dezenas de lideranças da região.

O blog Paraibano News foi o primeiro a divulgar a informação, que virou o assunto mais comentado nos bastidores da politica maranhense.

Eleições 2018: lideranças confirmam apoio a pré-candidatura de Sarney Filho ao Senado.

O Estado – Prefeitos, ex-prefeitos, senadores, deputados federais e estaduais, vereadores e ex-vereadores, empresários, lideranças políticas e populares reuniram-se ontem, em uma casa de eventos de São Luís para fazer o pré-lançamento da candidatura o ministro Sarney Filho(PV) ao Senado. E em discurso emocionado, Sarney Filho aceitou o desafio.

“As minhas amigas e meus amigos desejam que eu seja candidato ao Senado. Entrego esta candidatura nas mãos de todos vocês, porque não é uma mera ambição pessoal, mas um projeto de todo o Maranhão”, afirmou o ministro, que garantiu: “não os decepcionarei. A vitória será do povo do Maranhão”.

A festa organizada para Sarney Filho mostrou a sua própria capacidade de reunir amigos, ao longo de 30 anos de carreira política. A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) também reafirmou apoio a candidatura do irmão, com contundente discurso.

“A minha dedicação, o meu trabalho e a minha luta vai ser para eleger Sarney Filho senador. E tenho absoluta certeza e tranqüilidade de que cada um de vocês também vai trabalhar pelo sucesso desta empreitada”, afirmou Roseana, em meio aos gritos de “volta Roseana, volta Roseana” dos presentes.

Euforia

Dentre todos os nomes do grupo já apresentados para a disputa de senador em 2018, o de Sarney Filho resultou na maior euforia dos aliados. Nenhuma das lideranças do seu grupo político mostrou dúvidas quanto à viabilização do seu nome.

O senador João Alberto de Sousa (PMDB) disse que não terá qualquer problema se o grupo decidir que o momento é o de Sarney Filho. Para o peemedebista, o ministro está pronto para assumir o Senado Federal.

“Ele reúne características hoje fundamentais em um político: é honesto, trabalhador e competente. Não terei problema em apoiá-lo ao Senado”, afirmou.

Representante do segundo maior colégio eleitoral do Maranhão, o prefeito Assis Ramos (PMDB), de Imperatriz classificou o ministro do Meio Ambiente como um dos melhores quadros do Maranhão. E foi além: “Ele é o melhor quadro para o Senado em 2018. E está pronto para nos representar, inclusive, na disputa pelo Governo do Estado”.

Os deputados federais Hildo Rocha (PMDB), Aluisio Mendes (PTN), Victor Mendes (PSD) e João Marcelo Sousa (PMDB), além dos estaduais Edilázio Júnior, Adriano Sarney, Andrea Murad, Hemetério Weba, Rigo Teles e Roberto Costa também destacaram as qualidades de Sarney Filho como candidato a senador.

Luciano Genésio deve avaliar os passados do irmão e da esposa, para decidir quem será seu candidato.

Luciano deverá avaliar o passado da esposa e do irmão para escolher quem será seu candidato.

O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP) tem investido alto em publicidade, tudo isso, para, no mês de setembro, surfar uma onda de popularidade que não se vê tanto assim no cotidiano da cidade, e sentir segurança para anunciar quem será o seu candidato a deputado estadual.

A divisão é clara entre sua esposa e seu irmão, já que ambos sonham com uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Recentemente, Genésio anunciou que deverá decidir em setembro, quando fará uma grande festa para comemorar o aniversário da cidade, e apresentar seu candidato aos eleitores de Pinheiro.

Contra o irmão, o empresário e funcionário voluntário da prefeitura, Lúcio André, pesa o seu passado fanfarrão e até acusações de violência contra mulheres.

“Quando era mais novo, a diversão de André nos carnavais de pinheiro era mandar o piloto do avião do pai dar voos rasantes rumo a população, nessa época, o pai dele era prefeito e ele pensava que era dono da cidade.” Disse um amigo de infância de André.

Em janeiro do ano passado, o irmão do prefeito foi detido acusado de ter agredido sua esposa, gravida de alguns meses. ( reveja aqui )

Já à favor da esposa do prefeito, é o seu passado que pesa mais. Thaíza Hortegal, além de médica, e sempre ter ajudado os que precisam, também exerce grande influência na região de Chapadinha, onde seu pai, o conceituado médio Talvane Ribeiro Hortegal, é o atual vice-prefeito.

Caberá exclusivamente a Luciano Genésio tomar a decisão correta.

Madeira revela que a preferência do PSDB é pela candidatura de Roberto Rocha ao Governo.

O ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), esteve reunido nesta quinta-feira (24), com o presidente em exercício do PSDB nacional, Tasso Jereissati. No encontro, Madeira ouviu do próprio presidente que a ordem é permanecer longe dos partidos esquerdistas, entre eles, o PT e o PCdoB.

Sobre o cenário maranhense, Madeira revelou que Roberto Rocha (PSDB), deve ser o caminho natural do partido, que deve apoiar o senador ao Governo do Estado, pelo próprio PSDB, caso Rocha venha a se filiar ao ninho tucano, ou em aliança com o PSB, atual partido do senador.

Madeira também fez uma previsão sobre o seu futuro, afirmando que existe grande possibilidade de tentar uma vaga ao senado, caso esta seja a conjuntura política em 2018.

Eleições 2018 – Irmão de Luciano Genésio gasta mais de R$ 100 mil em aniversário.

Com a benção de Waldir Maranhão, Lúcio André sonha com uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Pré-candidato a deputado estadual declarado, Lúcio André, irmão do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, reuniu amigos do Maranhão inteiro em uma mega festa na cidade, que contou com a presença de dezenas de artistas, entre eles, Tonny Guerra, da banda cearense Forró Sacode,

O cantor cearense teria ido pessoalmente acertar sua participação no São João do município, e aproveitou para dar uma palhinha para os chefes.

Ao lado do seu padrinho político, o deputado federal Waldir Maranhão, Lúcio Andre, visivelmente nervoso, ensaiou seu primeiro discurso, confundindo o aniversário com uma campanha que ainda não começou.

O irmão desconhecido do prefeito Luciano Genésio também aproveitou a oportunidade para esclarecer os boatos de “brigas” entre ele e a  primeira-dama, tida no município como figura mais simpática para uma eventual disputa rumo à Assembleia Legislativa.

Segundo fonte próxima aos irmãos, a festa teria custado a bagatela de mais de R$ 100 mil reais, o que inclui, bandas, comida, bebida, e lógico, imprensa.

Márcio Jerry articulou silêncio na imprensa sobre prisão de advogado da JBS em São Luís

De acordo com publicação feita no inicio deste sábado (20), pelo jornalista Diego Emir, o Secretário de Comunicação do Governo do Estado, Márcio Jerry (PCdoB), usou todos os meios e influências para calar a imprensa maranhense a respeito da prisão do advogado Willer Tomaz em um hotel de São Luís, na última quinta-feira (18).

Segundo  a reportagem publicada no blog do jornalista, Márcio Jerry (PCdoB), tentou a todo custo abafar o caso. O presidente do PCdoB no Maranhão disparou ligações para veículos de comunicação, jornalistas e blogueiros tentando impedir que o caso ganhasse ampla divulgação.

Dois blogs alinhados aos cofres do governo chegou a publicar reportagem noticiando o fato, mas misteriosamente a reportagem for apagada.

A ação de Mário Jerry teve o efeito esperado, tanto que a mídia alinhada ao Palácio dos Leões ( leia os blogs que publicam reportagens elogiosas à Márcio Jerry e Flávio Dino ) passou distante do caso.

Ainda de acordo com Emir, Márcio Jerry que adora comentar a prisão e delação envolvendo membros do grupo Sarney, PMDB e PSDB, simplesmente silenciou sobre a prisão de Willer Tomaz que é advogado da JBS, empresa esta que teria repassado R$2 milhões para o senador afastado Aécio Neves (PSDB) e participado de um plano junto ao presidente Michel Temer (PMDB), para calar o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha.

Estranha a postura de Márcio Jerry, que também é o fiscal oficial no Twitter de tudo que se comenta sobre política do Maranhão, Brasil e mundo, afinal o comunista não deu um tweet sobre a prisão de Willer Tomaz em São Luís.

De acordo com alguém que é muito próximo dos membros do Palácio dos Leões, “melhor não mexer com o caso desse advogado, caso contrário vai abrir uma caixa preta”, declarou.

E esse é exatamente o desejo de Márcio Jerry, que a prisão de Willer Tomaz e suas relações no Maranhão passem despercebidas.

Ainda, segundo a nossa fonte, os blogueiros que atenderam ao pedido de silêncio estão “rindo pro vento”, como dizem lá em Colinas, com o bônus que foi oferecido pelo silêncio.

Com Aécio e Temer envolvidos em escândalos, ex-secretário de Luís Fernando já sonha com Bolsonaro presidente.

Ex-secretário de Trânsito de São José de Ribamar já sonha com o retorno dos militares.

A virtual candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) à Presidência da República no pleito de 2018 ganha corpo no Maranhão.

Devagar e sem alarde, Bolsonaro, que aparece em segundo lugar nas sondagens de intenções de votos para 2018, segundo dados do Instituto Datafolha divulgados em abril, vem conquistando simpatizantes no estado.

Um deles é o ex-secretário de Trânsito de São José de Ribamar, coronel José Ribamar Monteiro Segundo, nascido em Barra do Corda e dono de uma larga folha de serviços prestados ao Exército Brasileiro e como ocupante de cargos públicos.

Principal articulador da campanha de Bolsonaro no Maranhão, Monteiro Segundo é militar da reserva do Exército, oficial de infantaria pela prestigiada Academia Militar das Agulhas Negras. Graduado em Matemática, licenciado também em Física e Desenho Geométrico, além de bacharel em administração pública e de empresas.

Na esfera pública, atuou como professor da Faculdade de Administração de Garanhus – PE; membro do Conselho de Desenvolvimento daquele município; consultor Instituto Interamericano para Cooperação na Agricultura – IICA/OEA; como assessor especial do Conselho Estadual de Trânsito do Maranhão, dentre outros cargos.

Comandante do Lojão das Tintas até 2004, Monteiro Segundo foi também Secretário Municipal de Transporte Coletivo, Trânsito e Defesa Social de São José de Ribamar, no primeiro mandato do prefeito Luís Fernando Moura da Silva, em 2005.

De acordo com ele, o crescimento de Bolsonaro, que subiu de 4% para 15% segundo o último levantamento do Datafolha, expressa o anseio de mudanças e por mais austeridade na gestão pública.

“Capacidade para conter o avanço do comunismo no Maranhão, atuar em favor de um Brasil focado na austeridade, no desenvolvimento, no respeito, no estímulo à livre iniciativa e no resgate de valores e da família estão entre as qualidades que vemos em Jair Bolsonaro e nos estimulam a trilhar do seu lado no desafio que serão as eleições de 2018”, frisou o militar.

O Coronel Monteiro Segundo estaria disposto a ajudar na candidatura de Bolsonaro no Maranhão, inclusive com a possibilidade de lhe proporcionar um palanque aqui no Estado, mas isso é assunto para uma outra postagem.

É aguardar e conferir.

Reportagem Jorge Aragão, com edição do blog Ribamais.