Eleições 2018: Pesquisa aponta derrota de Flávio Dino em São José de Ribamar

Em alguns eventos, a participação do prefeito Luís Fernando se resume à bater palmas para o Governador Flávio Dino.

Os dados divulgados pela pesquisa do Instituto Perfil mostram que Flávio Dino está indo de mal à pior em São José de Ribamar. Segundo a pesquisa, Roseana Sarney segue em primeiro lugar entre os eleitores ribamarenses com 23,7%, em segundo lugar, Eduardo Braide aparece com 18,6%, e apenas em terceiro lugar, o governador Flávio Dino, com 12,7%. Maura Jorge aparece em quarto lugar com 1,7%.

A pesquisa foi realizada no período de 14 a 16 deste mês e ouviu 1.558 pessoas. A margem de erro foi de 4,5% para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

Os números revelados pelo Instituto Perfil confirmam o que todo ribamarense já sabia, que o maior cabo eleitoral de Flávio Dino (PCdoB) em São José de Ribamar, o prefeito Luís Fernando (PSDB), também é seu maior inimigo.

Até 2014, por onde andava, Luís Fernando, à época, Secretário de Infraestrutura do Governo Roseana Sarney, e pré-candidato ao Governo, fazia questão de hostilizar o agora Governador Flávio Dino.

Foi Luís Fernando que batizou Flávio Dino e seus atuais secretários pela ridícula alcunha de “Turma do Gogó”, sem nunca sonhar que hoje seria o seu maior cabo-eleitoral, e que em alguns eventos, resumiria sua participação em apenas bater palmas para o Governador.

Outro fator que tem pesado muito, são os comissionados, que não medem palavras e não economizam forças para jogar o governador cada vez mais pra baixo.

Do alto ao baixo escalão, a gestão do prefeito Luís Fernando é formada por sarneystas declarados ou ocultos, conforme a conveniência. Em grupos de whatsApp é cada vez mais comum ver assessores de Luís Fernando fazendo chacota com o Governador.

E assim, o prefeito que foi eleito com 96% dos votos da população Ribamarense, misteriosamente age para garantir a derrota do Governador na cidade.

Perseguição política: Flávio Dino cortou 98% dos repasses à Saúde de Caxias em 2017

O Estado – O governo Flávio Dino (PCdoB) reduziu em 98% o total de repasses do Fundo Estadual de Saúde (FES) ao Fundo Municipal de Saúde (FMS) da cidade de Caxias, em 2017.

Os dados constam do Portal da Transparência do Governo do Estado e referem-se aos seis primeiros meses deste ano, em comparação com o mesmo período de 2016.

Segundo levantamento, na plataforma de dados abertos do Executivo, de janeiro a junho de 2016 a gestão comunista repassou ao Fundo de Saúde de Caxias – cidade então administrada pelo aliado Léo Coutinho (PSB) – valores que, somados, chegaram a R$ 23.754.369,82.

No mesmo período de 2017 – e já sob a administração do prefeito Fábio Gentil (PRB), que é adversário político do Palácio dos Leões – foram repassados apenas R$ 446.067,40. O valor corresponde a 1,87% do que foi enviado ao município há um ano.

Para se ter uma ideia da disparidade, o menor repasse do ano passado foi de R$ 313,4 mil, quase o total registrado agora.

De outro lado, houve repasses milionários registrados em 2016: R$ 8,1 milhões em fevereiro; R$ 11,7 milhões em maio e R$ 2,2 milhões em junho.

Os repasses em 2016
Os repasses em 2017

Seletividade

Apesar da flagrante diferença de tratamento ao Município de Caxias após a troca de gestão, o governo Flávio Dino garantiu, em nota, que “os critérios utilizados para repasses de recursos estaduais na área da Saúde para municípios são técnicos e atendem a demandas ao nível regional e municipal, para reduzir lacunas assistenciais históricas”.

Segundo os comunistas, não há “seletividade”, nem “conveniência política para atendimento de demandas”.

O governo afirma, ainda, que a diferença nos valores repassados diz respeito ao fato de que, em 2016, ainda estava em vigor um convênio que garantia verbas para a manutenção da Maternidade Carmosina Coutinho.

Com o fim do convênio, o governo diz que propôs assumir a gestão da unidade. “Justamente para elevar os investimentos no município, a Secretaria de Saúde fez por ofício a proposta de gestão e custeio integral da Maternidade Carmosina Coutinho à gestão municipal, que traria ao longo do ano recursos da ordem de R$ 18 milhões para a manutenção da unidade”, ressalta o comunicado.

A proposta, no entanto, não foi aceita pela prefeitura de Caxias.  E os recursos, então, deixaram de ser repassados.

Governador Flávio Dino inaugura obras no Araçagy e Parque Vitória em São José de Ribamar

Novos investimentos realizados pelo Governo do Estado em São em José de Ribamar vão garantir dias melhores a quem mora ou busca lazer na cidade que integra a Ilha de São Luís. Só na manhã de sábado (10), o governador Flávio Dino realizou duas importantes agendas para o município, com a inauguração da primeira parte da revitalização da orla da Praia do Araçagi, seguida da entrega da recuperação de ruas e avenidas e a urbanização de parte do canteiro central da Avenida Nossa Senhora da Vitória, no Parque Vitória. As duas obras foram iniciadas no ano passado e entregues agora.

Além disso, ainda foi anunciada mais uma fase do programa Mais Asfalto para pavimentação de ruas e avenidas na região metropolitana de São Luís.

O governador Flavio Dino explica que diversos investimentos têm sido feitos em parceria com as prefeituras para desenvolver ainda mais a região metropolitana de São Luís, no que se inserem as obras inauguradas. “Nós estamos implantado a região Metropolitana de São Luís e com isso conseguimos, progressivamente, aproximar o Governo do Estado das demandas das prefeituras. Temos alcançado estas demandas do dia a dia do povo que aqui está, que aqui trabalha, que aqui reside e que aqui busca lazer, e precisa destas tantas obras, como praça, asfalto, mobilidade e  drenagem. Os municípios fazem estas obras, mas o Governo do Estado está aqui para unir os trabalhos, exemplo disso, é o que estamos fazendo com a Prefeitura de São José de Ribamar desde o ano passado, e, assim, os resultados aparecem muito mais. Esta inauguração de hoje é uma das obras e teremos muitas mais no região metropolitana do estado”, adiantou o governador.

Na Praia do Araçagi os serviços, executados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura em parceria com a prefeitura de São José de Ribamar, foram divididos em quatro etapas.

Esta primeira, iniciada em 2016 e entregue agora, contou com a construção do calçamento de 300 metros, estacionamento, ciclovia, acessibilidade de passeio com rampas para pessoas com deficiência, via de trânsito com sentido duplo, contenção da maré, iluminação e paisagismo com conservação de espécies em nativa. Nas outras etapas serão feitos 1.500 metros de calçadão, pista de cooper, área para ciclismo e novos espaços de convivência com a construção de praças, ampliando os ambientes de lazer.

“A primeira etapa já concluída, estamos iniciando a segunda etapa, no total serão 1500 m de extensão, com passeio, urbanização, iluminação, que está mudando totalmente aqui a face da orla da praia do Araçagi. Nós teremos, por exemplo, quase 400 vagas de estacionamento que vai facilitar também o acesso das pessoas. E fizemos o recapeamento asfáltico e a sinalização da Avenida Atlântica, que dá acesso aqui a orla. É um investimento muito importante do Governo Flávio Dino, porque incrementa o turismo, gera emprego, renda, melhora a qualidade de vida das pessoas”, pontuou o secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto.

Quem comemora os investimentos é quem frequentava o local e pôde constatar a transformação. O engenheiro Mauro Carvalho, 44 anos, é ciclista e costuma usar o local para pedalar e a partir de agora promete intensificar ainda mais as atividades físicas e conta o que mudou: “Aqui antes não tinha infraestrutura como a gente tem agora. Não tinha calçada, o asfalto era ruim, uma bagunça. O principal, além da infraestrutura, é manter a organização. A estrutura de fato é muito bonita, muito bem organizada, é só a primeira etapa é assim que continuar, como está no projeto, vai ficar melhor ainda”.

Parque Vitória

Para a entrega da recitação da área do Parque Vitória, o governador foi recebido com festa pela população. O Boi Novilho Branco fez as honras, abrilhantando com graça e alegria o novo espaço. Foi gente como seu Cesar França, 59 anos, que mora desde a fundação no bairro, há 25 anos, “muito bom para a população, melhoria para a população, para as crianças brincar, para os velhos fazerem exercício, melhorou a buraqueira e com as galerias que fizeram o Parque Vitoria está de parabéns”, opinou.

No Parque Vitória, as equipes da Sinfra realizaram os serviços de terraplanagem, pavimentação asfáltica, tapa-buraco, drenagem superficial e profunda, além de sarjetas e meio-fio nas ruas A, H, 7 e rua Maria de Fátima Figueiredo e nas avenidas 2 e principal. Foram mais de oito mil metros de extensão de obra.

A Avenida Nossa Senhora da Vitória, principal rota do bairro, também ganhou uma academia da saúde ao ar livre. “Nós tivemos a entrega desta importante etapa de requalificação da via principal do Parque Vitória, uma via importante para esse bairro e para os bairros vizinhos. Nós fizemos um grande trabalho de drenagem profunda para dar durabilidade a esta obra. Investimos aqui mais de R$ 3 milhões e já anuncio a segunda etapa de obras também nesta região na ordem de R$ 10 milhões”, afirmou Flávio Dino.

“Rua Digna”, do Governo do Estado garantirá pavimentação de Ruas em São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.

Sem exigir participação da população em eventos, o Governador Flávio Dino (PCdoB), fará o inverso do que o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB) propôs durante o final de semana.

O Programa Rua Digna, do Governo do Estado, atenderá projetos propostos por Associações de Bairros, e transformará a realidade de comunidades dos municípios da grande ilha.

Até 28 de junho de 2017, organizações da sociedade civil de direito privado poderão participar do chamamento público que objetiva celebrar Termos de Colaboração para execução de serviços de pavimentação em vias públicas e execução de pequenas obras e serviços complementares de infraestrutura.

Esta ação faz parte da Mutirão Rua Digna, uma realização do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres), que contemplará os seguintes municípios:

Os quatro municípios da Ilha de São Luís (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa);

Os 30 municípios contemplados pelo Plano Mais IDH (Fernando Falcão, Marajá do Sena, Jenipapo dos Vieiras, Satubinha, Água Doce do Maranhão, Lagoa Grande do Maranhão, São João do Caru, Santana do Maranhão, Arame, Belágua, Conceição do Lago-Açu, Primeira Cruz, Aldeias Altas, Pedro do Rosário, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, São João do Sóter, Centro Novo do Maranhão, Itaipava do Grajaú, Santo Amaro do Maranhão, Brejo de Areia, Serrano do Maranhão, Amapá do Maranhão, Araioses, Governador Newton Bello, Cajari, Santa Filomena do Maranhão, Milagres do Maranhão, São Francisco do Maranhão, Afonso Cunha).

A inscrição pode ser realizada de forma presencial e digital.

Inscrição presencial: a documentação completa deve ser entregue na sede da Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres), localizada na Rua do Sol, nº 191, Centro, São Luís – Maranhão. Horário de atendimento – Protocolo da SETRES: das 13h às 18h.

Inscrição pela internet: preencha o formulário disponível no link http://participa.ma.gov.br/mutirao-rua-digna/inscreva-se e anexe todos os documentos solicitados no edital.

Até o dia 28 de junho de 2017, toda a documentação deverá também ser enviada para o endereço físico da SETRES disponível no edital, por meio dos correios, mediante Aviso de Recebimento (AR). HORÁRIO DE ATENDIMENTO NA SETRES: 13h às 18h.

Luís Cardoso acusa Flávio Dino de ser o responsável pela tentativa de prendê-lo.

Em carta aberto publicada nesta quarta-feira (10), pelo jornalista Luís Cardoso, o blogueiro, um dos mais lidos na capital, voltou a acusar o Governador Flávio Dino de ser o responsável pela suposta perseguição da qual Cardoso vem sendo vítima.

No documento, o blogueiro informa que pedirá ajuda à entidades estaduais e órgãos nacional e internacional, para que acompanhe de perto as investigações, nas quais, segundo o próprio jornalista, é acusado injustamente pelo crime de extorsão.

Cardoso conclui o texto afirmando: “Volto a repetir: o principal interessado em desmoralizar o blog é o ex-juiz federal e governador de plantão Flávio Dino e, ao que parece, luta incansavelmente pela minha prisão.”

Leia o desabafo na integra aqui.

Flávio Dino despreza Imperatriz por ser comandada por aliado de Roseana Sarney.

Em release distribuído pelos dois lados, uma coisa ficou clara, Flávio Dino (PCdoB) deixa a população de Imperatriz sofrendo o descaso deixado pelo ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB), para tentar minimizar politicamente o prefeito Assis Ramos (PMDB).

Quem acompanha a blogosfera, viu, nos blogs aliados com o governador, a imatura atitude de Flávio Dino em chamar os vereadores do município para tentar resolver os problemas da cidade, e, deixar o peemedebista que comanda a prefeitura de fora da conversa. Ora, governador, vereador não executa!

Nas publicações dos blogueiros dinistas, a tentativa de passar a idéia que o caos vivido em Imperatriz é culpa do atual prefeito me faz lembrar aquela história do Vampeta, quando o jogador deixou o Corinthians no auge da forma física, e ao chegar no Flamengo, sem receber seus salários, deixou de render o que rendia no timão. Ao ser entrevistado, soltou aquela frase clássica: “Ele finge que me paga, eu finjo que jogo.”

Assim está os blogs aliados de Flávio Dino. As matérias, supostamente pagas a peso de ouro, servem apenas para massagear o ego do Secretário de Comunicação, o comunista Márcio Jerry, que em Imperatriz, é odiado desde a época que, esse sim, transformou a administração do ex-prefeito Jomar Fernandes em um verdadeiro caos.

Já o prefeito de Imperatriz, o inexperiente Assis Ramos (PMDB), distribuiu release tentando passar a idéia de que o Governador Flávio Dino só chamou os vereadores para uma reunião, por insistência do peemedebista. Ora delegado prefeito, como assim, o governador chama os vereadores mas te deixa de lado?

No próprio release o prefeito se reclama do desprezo dado por Flávio Dino, e da retirada das maquinas à mando do Secretário Clayton Noleto.

Enquanto Flávio Dino comanda o Estado como se estivesse apenas disputando votos, vai ganhando a antipatia daqueles que esperavam um governo de todos nos.

Ministério Público aciona Flávio Dino por “escola indigna” em Sucupira do Norte.

Cadê as escolas dignas além das propagandas?

Em Ação Civil Pública, ajuizada em 26 de abril, contra o Estado do Maranhão, a Promotoria de Justiça da Comarca de Sucupira do Norte requereu, como medida liminar, o início da reforma da Escola Estadual Dr. Adonias Lucas de Lacerda, no prazo de 10 dias, e a conclusão em 90 dias. Formulou a manifestação ministerial o promotor de justiça Thiago de Oliveira Costa Pires.

A obra deve reformar salas, banheiros e quadra de esportes. A escola necessita ainda de ventiladores ou climatizadores nas salas; computadores e máquina reprográfica; novo mobiliário e bebedouros.

Em caso de descumprimento, o Ministério Público do Maranhão pediu à Justiça que determine o pagamento de multa diária no valor de R$ 5 mil.

Caso a reforma se mostre insuficiente, a Promotoria solicitou que seja bloqueado o valor de R$ 200 mil do Estado para que seja assegurada a execução completa das obras na escola.

PRECARIEDADE

O MPMA constatou que na unidade não há água nas pias e nos equipamentos dos banheiros. Além disso, os bebedouros estão enferrujados.

Também foi atestado que as salas de aula não contam com ventiladores ou climatizadores, os quadros-negros estão quebrados ou trincados; a iluminação é precária e a fiação elétrica necessita de reparos.

A unidade possui uma única impressora e os poucos computadores disponíveis são utilizados unicamente pelos professores. Não há computador disponível para os alunos. Também não há máquina reprográfica para a reprodução de textos didáticos. O mobiliário é precário e a quadra de esportes não está em condições de uso.

HISTÓRICO

A investigação do MPMA teve início em 2016, após depoimento de três alunas da escola, denunciando os referidos problemas.

Ao longo do ano, a Promotoria de Justiça da Comarca de Sucupira do Norte enviou diversos ofícios à Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e à Unidade Regional de Educação (URE) de São João dos Patos (responsável pelas escolas de Sucupira do Norte), cobrando providências para a solução das irregularidades.

Também foram realizadas duas inspeções. Uma em junho do ano passado, e, outra, em fevereiro de 2017. Em ambas, o MPMA atestou que a situação da escola não mudara, continuando a funcionar de forma precária.

De acordo com o promotor de justiça Thiago de Oliveira Pires, a primeira promessa de reforma, por parte da Seduc, data de 11 de abril de 2016. No entanto, até o momento nada foi feito para melhorar a situação da escola.

O representante do MPMA também relatou que tanto a Secretaria quanto a Unidade Regional de Educação demoravam a responder os ofícios enviados pelo MPMA e, quando atendiam, as respostas enviadas eram sempre vagas e imprecisas. “Os ofícios tiveram que ser reiterados por diversas vezes para que a Seduc e a URE de São João dos Patos passassem informações. A postura, portanto, é de postergação. O comportamento é de inibir qualquer ação para mudar o quadro de precariedade atual”, afirmou, na ação, Thiago Pires.

Para o promotor de justiça, o cenário é grave e a escola necessita de reparos urgentes. “Quem mais sofre com essa situação são os alunos, pois estudam num ambiente inadequado, sem nenhum conforto. Além disso, a ausência de máquina reprográfica exige que os alunos se desloquem até uma papelaria e, com recursos próprios, façam cópias de provas e de exercícios”.

Enquanto eles brigam, Roberto Rocha cresce na corrida rumo ao Governo do Estado

Descartada pela classe política, já que a consulta foi realizada antes das revelações envolvendo o nome do Governador na operação Lava Jato, a pesquisa divulgada nesta segunda-feira (17) é recheada de particularidades e deverá ser lembrada pelos comunistas como a última em que Flávio Dino aparece liderando a corrida rumo à reeleição.

Após o desgaste com o aumento de impostos e a indisposição com os professores, a consulta, realizada entre 4 e 10 de abril, portanto, um dia antes da bomba envolvendo o nome do Governador à Lava Jato, mostra que Flávio Dino não ia bem, e aponta empate técnico da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), com o comunista.

Em terceiro, livre de acusações e rejeições, Roberto Rocha aparece cada vez mais consolidado como a terceira via.

O ex-Juiz Marlon Reis, conhecido nacionalmente pela Lei da Ficha Limpa, vem em quarto lugar, seguido da ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge.

Como não é ano eleitoral, a pesquisa não foi registrada no TSE e não contem outros dados exigidos em período eleitoral. A consulta foi realizada pela Perfil Pesquisa de Opinião, empresa registrada no interior de São Paulo.

Eleições 2018: Lava Jato respinga em Flávio Dino, Zé Reinaldo e Lobão.

A lama da Lava Jato respingou em todo mundo.

As aparições do Governador do Estado em programa nacional do PCdoB, e a recente visita de Flávio Dino ao ex-presidente Lula (PT), confirmavam o que muita gente já desconfiava. Flávio Dino tem intenção de compor chapa nacional, provavelmente como vice em uma possível candidatura de Lula.

Dino sofreu ontem (11), sua primeira grande rasteira nacional ao ter seu nome citado na Operação Lava Jato. Flávio Dino (PCdoB) foi delatado na Lava Jato por José de Carvalho Filho, ex-funcionário da Odebrecht.

Segundo o colaborador, o comunista pediu R$ 400 mil de ajuda financeira a sua primeira campanha ao Executivo, em 2010.

Já o deputado federal Zé Reinaldo (PSB), que não esconde de ninguém o desejo de candidatar-se ao senado, foi acusado de ter usado o então Procurador do Estado, Ulisses Sousa, para pedir propina à Odebretch.

Lobão (PMDB), que deve deixar a vida pública assim que terminar seu mandato de senador, também voltou a ter seu nome citado em delação. Segundo Henrique Valladares, ex-executivo da Odebreth, Lobão foi beneficiado com mais de R$ 5 milhões.

No mês em que a ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) dá sinais de que pode ser candidata ao governo, a Operação Lava Jato tem sido o seu maior cabo eleitoral, atingindo a popularidade dos seus adversários, enquanto, até agora, o nome da ex-governadora passa ileso.

Outro que assiste de camarote a queda de seus adversários é o senador Roberto Rocha (PSB), que tem aproveitado o bom momento para visitar suas bases políticos em várias regiões do Estado.

Batizado por Luís Fernando de “Candidato do Gogó”, Flávio Dino entregará novo Cais na sexta (24).

Flavio Dino entregará novo Cais de São José de Ribamar na próxima sexta (24)

A inauguração do novo Cais em São José de Ribamar, prevista inicialmente para acontecer em agosto do ano passado, será entregue pelo governador Flávio Dino (PCdoB), na próxima sexta-feira (24). A reforma, autorizada por Dino em fevereiro de 2016, recebeu investimento de R$ 2 milhões, e além de beneficiar os ribamarenses e turistas que visitam a cidade, tem um gosto de vingança para o comunista.

Durante todo o ano de 2013 e início de 2014, quando Luís Fernando tinha em Flávio Dino seu maior adversário, o secretário de infraestrutura e pré-candidato da Governadora Roseana Sarney, à época, usava as ordens de serviço e inaugurações do Governo para atacar Flávio Dino, a quem hostilmente batizou de “Turma do Gogó”, ou, “Candidato do Gogó”. E assim, passou a ataca-lo diariamente durante dois anos, dando a entender que o comunista era apenas lábia, e quem trabalhava mesmo era a dupla, Roseana Sarney e Luís Fernando.

Obra foi autorizada pelo Governador Flávio Dino em fevereiro do ano passado.

No início do ano passado, após diversos pedidos do ex-prefeito Gil Cutrim (PDT), o governador autorizou a tão sonhada revitalização do Cais, e garantiu que ficaria pronto em agosto. Ainda durante a execução da obra, o governador recebeu o conselho de um aliado político: “deixe para entregar o Cais em março do ano que vem, ano que antecede as eleições, e mês de São José, o senhor dará um presente aos ribamarenses e um tapa de luva em Luís Fernando.” Disse o aliado.

Flávio Dino acolheu o conselho e pediu que o presidente da Emap, Ted Lago, esticasse a obra até depois do carnaval.

Em 2013, Luís Fernando autorizou obra de 32 milhões para a construção do Espigão da Ponta da Areia. Para São José de RIbamar, nada!

Na próxima sexta, ao inaugurar o novo Cais de São José de Ribamar, Flávio Dino deverá agradar os ribamarenses, mas principalmente o seu próprio ego. Já Luís Fernando, que foi secretário da ex-governadora Roseana Sarney durante quase quatro anos terá que medir as palavras para não dar tiro no próprio pé, pois durante todo o tempo que mandou e desmandou no Governo Roseana, poderia ter investido 2 milhões para a reforma do Cais de Ribamar, mas preferiu investir 32 milhões no Espigão da Ponta da Areia.

Com a tacada, Flávio Dino demonstrado um talento para política, visto antes apenas com o velho José Sarney (PMDB).