Dutra é alvo de investigação por contratação de Instituto por R$ 11 milhões

Acostumado a fazer greve de fome, hoje, Domingos Dutra vive de filé e champanhe

Atual7 – A promotora de Justiça Gabriela Brandão da Costa Tavernard, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar, abriu investigação para apurar possíveis irregularidades na contratação do Instituto Interamericano de Desenvolvimento Humano – Bem Brasil pelo Município, administrado pelo prefeito Domingos Dutra (PCdoB).

O inquérito civil foi instaurado no início neste mês, após conversão de notícia de fato. De imediato, o Parquet determinou a realização de diligências.

Segundo levantamento, o contrato foi celebrado por quatro secretarias municipais, por dispensa de licitação, na penúltima semana de fevereiro deste ano. O custo total aos cofres públicos foi de R$ 5.420.871,31 (cinco milhões, quatrocentos e vinte mil, oitocentos e setenta e um reais e trinta e um centavos), com vigência de 90 dias.

Dentre as contratantes está a pasta de Administração e Finanças, comandada por Neusilene Núbia Dutra, esposa do prefeito da cidade. As outras três são a de Educação, Desenvolvimento Social e Saúde.

Na segunda quinzena de maio, todos os contratos foram aditados, novamente por 90 dias. O valor, porém, subiu para R$ 5.907.022,13 (cinco milhões, novecentos e sete mil, vinte e dois reais e treze centavos). Com o aditivo, a fatura do Instituto Bem Brasil em Paço do Lumiar chega ao total de R$ 11.327.893,44 (onze milhões, trezentos e vinte e sete mil, oitocentos e noventa e três reais e quarenta e quatro centavos), em apenas seis meses.

A justificava para a contração emergencial, segundo a prefeitura, se deu pelo fim da vigência do contrato firmado entre a gestão passada e a Cooperativa Maranhense de Trabalho (Coopmar) — alvo de operação conjunta da Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), no final de 2016, por desvios de R$ 170 milhões.

No contrato assinado entre o Instituto Bem Brasil e as secretarias municipais de Paço do Lumiar, a terceirizada se comprometeu a fornecer mão-de-obra para ocupação de vagas de auxiliar de serviços-gerais, agente de portaria diurno e agente de portaria noturno, em caráter emergencial de execução, praticamente mesmo tipo de prestação de serviços que era exercida pela Coopmar.

Exatamente por essa coincidência, inclusive na contratação por dispensa de licitação, que a promotora Gabriela Tavernard resolveu iniciar as investigações contra a gestão municipal.

BOMBA! Montagem de licitação em Paço do Lumiar pode levar muita gente pra cadeia.

Ana Karina Cunha Gomes, presidente da Comissão de Licitação de Paço do Lumiar e mais de uma dúzia de outros envolvidos em indícios de fraude em processos licitatórios devem ter pedido de prisão decretado nos próximos dias.

Núbia Dutra mandou fechar todas as secretarias da prefeitura para evitar prisões.

Na noite desta quarta-feira (07), o blog do Domingos Costa teve acesso a documentos exclusivos que apontam fraude milionária por meio de montagem escandalosa de processos licitatários.

A “fabricação” de licitações das mais variadas modalidades, com atas prontas e formulários preenchidos, a que o Blog teve acesso, são datados de janeiro de 2017, no entanto, no lugar da assinatura da presidente da CPL, apenas um bilhete feito a próprio punho – por autor ainda desconhecido – grampeado com a ordem “rubricar documento”. Isto é, uma clara montagem de licitação a ser assinado com data retroativa.

O esquema foi descoberto na manhã de ontem (06), quando oficiais do Ministério Público adentraram a sede da Prefeitura de Paço com mandados de buscar afim ter acesso aos processos licitatórios do governo municipal.

Tão logo os funcionários do Ministério Público chegaram na Prefeitura, a secretária de Administração, Finanças, Fazenda e Articulação Governamental –, Núbia Dutra, deu um alerta geral determinando que todos os órgãos fossem fechados, naturalmente, temendo por novas buscas em outras secretarias.

De imediato, um comunicado (cópia acima) assinado por Núbia foi afixado na porta da secretaria, localizada na Avenida 13. No documento, a mulher de Dutra justificativa que o prédio [novo e recém inaugurado] está com problemas elétricos.

Na verdade, tudo não passa de uma estratégia para ganhar tempo e tentar “ajeitar” as licitações antes que a situação piore.

O impacto foi tão forte no governo “Núbia&Dutra” que um escritório foi montado às pressas em São Luís, bem longe de tudo, uma espécie de comitê de crise, afim de acelerar a “montagem” de todos os processos licitatários antes da chegada da Polícia Federal.

Apesar do esforço, parece que tudo será inútil, é que o caso já foi denunciado nesta tarde (07) em todos os órgãos de controle e fiscalização de recursos públicos, tais como GCU, PF, TCE, Procuradoria Geral de Justiça, MF e Seccor.

Núbia Dutra vai pagar quase R$ 1 milhão pra galpão guardar papeis da prefeitura de Paço.

A primeira-dama de Paço do Lumiar, Núbia Dutra, segue fazendo farra com o dinheiro publico. Sem nenhuma justificativa, Núbia contratou sem licitação, por R$ 721 mil reais, um galpão para guardar papeis da prefeitura.

A Arquivar, um galpão que guarda documentos, funciona no São Cristovão, em São Luís, e guardará oficialmente os documentos do município de Paço do Lumiar, e pelo serviço, receberá uma verdadeira fortuna.

A contratação é assinada pela secretária de Administração, Finanças, Fazenda e Articulação Governamental –, Neusilene Nubia Feitosa Dutra, a advogada Núbia Dutra. Mas, sabe-se lá por qual motivo, assinou apenas Núbia Feitosa no termo de ratificação, a Inexigibilidade publicada no Diário Oficial do último dia 05 de abril de 2017.

Vídeo: “Xiu! Cala a boca!” diz Nubia Dutra ao ser escorraçada por moradores de Paço do Lumiar.

A primeira-dama de Paço do Lumiar, tentou a todo custo acabar com uma manifestação que aconteceu nesta segunda-feira (15), na Estrada da Maioba. Núbia só não esperava encontrar moradores corajosos, que escorraçaram a super secretária com seus dois jagunços.

Sem descer do salto, a primeira-dama desfilou ostentando uma bolsa Louis Vuitton, que segundo uma de suas assessoras custou a bagatela de R$ 8 mil reais, e falava ao telefone com outros assessores.

– É pra fotografar todo mundo –  ordenou a primeira-dama, ameaçando processar todos que estavam ali.

Enquanto moradores gritavam palavras de ordem e escorraçavam a ex-candidata a vereadora, Núbia seguia dando ordens ao telefone, e em determinado momento se dirige à população, exigindo que eles se calassem.

– Xiu! Cala a boca! – Ordenou Núbia para os pais de famílias que seguiam expulsando a primeira-dama.

Nesse momento o clima fica tenso e os moradores passam a repreender Nubia.

“Cala a boca não, você pensa que é mãe de quem? Você pensa que é o que? Você não é mãe de ninguém aqui não, respeita.” diz um morador

Revoltados os moradores passam a atacar o prefeito Domingos Dutra (PCdoB).

“Seu marido ainda vai voltar a pedir votos aqui , porque ele não se elege sozinho não”. Diz um morador decepcionado.

O vídeo termina, mas segundo informações obtidas pelo blog Ribamais, a primeira-dama ainda bateu boca com moradores e afirmou que não precisa deles para garantir a reeleição do marido.

Imagem do Dia: Moradores escorraçam Nubia Dutra em Paço do Lumiar.

A primeira-dama foi escorraçada em mais um Protesto de Moradores ( nos últimos meses foram centenas de protestos de moradores revoltados com as mentiras plantadas por Núbia e seu marido, Domingos Dutra, que até agora, vive apenas de cliques, canções e poesias cantadas em reuniões da prefeitura, enquanto a população padece com a falta de serviços e péssima administração. )