Eleições 2018: Fábio Braga aproveita aniversário para reunir sarneystas e “ex-sarneystas” em sua residência.

Aniversário ou primeiro Planeja 2018?

O deputado estadual Fábio Braga (SD), aproveitou seu aniversário para reunir em sua residência, sarneystas históricos. Entre os convidados, estavam os exs-prefeitos de São Luís e Imperatriz, Mauro Fecury e Sebastião Madeira e o ex-deputado Clóvis Fecury.

O que mais chamou a atenção foi a presença do prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), considerado ex-sarneysta, já que tem acompanhado todas as ações do Governador Flávio Dino (PCdoB), inclusive, batendo palmas de perto em inaugurações importantes do comunista.

O aniversário do parlamentar foi apenas uma desculpa, já que durante toda a noite, o grupo falou apenas de como será a eleição do ano que vem.

Entre uma conversa e outra, o assunto sempre voltava para uma eventual candidatura própria do PSDB, ou quem sabe, uma aliança com o partido da ex-Governadora Roseana Sarney (PMDB).

Vídeos: Conheça as duas faces do prefeito de São José de Ribamar.

O primeiro vídeo foi gravado sem que Luís Fernando soubesse que estava sendo filmado. Com tom arrogante, o prefeito tenta impor o seu autoritarismo, e em certo ponto até desdenha dos moradores, mandando que eles procurem a Mirante para asfaltar as ruas do bairro. Durante todo o vídeo, o que se pode notar, é um Luís Fernando que poucas pessoas conhecem, arrogante, nervoso. A gravação termina com o prefeito esbravejando: “ Conversem como gente que eu converso com vocês, e desbloqueiem a rua já!”

 

Esse segundo vídeo foi gravado minutos depois, logo após a assessoria de comunicação do prefeito tomar conhecimento de que o primeiro vídeo tinha viralizado em grupos de whatsApp de todo o Estado do Maranhão. Editado e sob a coordenação de um marqueteiro, o vídeo mostra um prefeito calmo, técnico, amoroso com a comunidade que minutos antes mandou “Virar gente pra falar com ele”. Durante toda a gravação, ele se posiciona ao lado de uma pessoa que no final, se apresenta como liderança do bairro, mas que na verdade, é filiado ao PSDB, partido do prefeito, e foi candidato a vereador na eleição de 2016.

É preciso que o leitor veja os dois vídeos para entender como as coisas mudam quando o prefeito sabe que está sendo gravado. Confira.

Após 8 meses, sob ameaça de greve, reajuste é concedido, mas Luís Fernando não pagará retroativo dos professores.

Sob pressão dos professores, e ameaça de greve, Luís Fernando concede reajuste, mas tira o retroativo.

O reajuste do piso dos professores foi anunciado pelo MEC – Ministério da Educação em janeiro, de lá para cá, os professores de São José de Ribamar vinham lutando, mês a mês, para que o prefeito, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), concedesse o que já tinha sido garantido através de lei federal.

Depois de muita pressão e resistência do prefeito, que insistia em não pagar o reajuste, alegando falta de dinheiro, mesmo o município tendo recebido mais de R$ 50 milhões do Fundeb, só este ano, e sob a ameaça de greve, enfim, os professores tiveram uma “meia vitória”, no inicio da tarde desta quinta-feira. (17).

Com medo de mais desgastes, depois de ter perdido a estribeira um dia antes, com moradores do Parque Jair, e sob a pressão dos professores na porta da prefeitura, Luís Fernando aceitou conceder reajuste de 7, 64%.

No projeto enviado pelo prefeito e aprovado pelos vereadores, a data-base do reajuste será o dia 01 de agosto, ou seja, foi retirado o equivalente a 53,48% de um salário dos professores durante este ano.

Pra se ter uma ideia, um professor que recebe R$ 1.995,00, com o atraso no reajuste, que deveria ter sido concedido em janeiro, e a retirada do retroativo, esse professor perdeu só este ano, R$ 1.066,87, mas do que a metade de um salário.

“Perdemos sete meses de reajuste. Mas essa é a valorização que eles dão prá gente. Você sabe quanto foi o reajuste do salário do prefeito? Sabe desde que mês ele recebe o salário reajustado? Mas o que ele dá para os professores é isso.” Questionou indignada a professora Flavia.

Pelo cronograma do Mec, novo reajuste deve ser anunciado em janeiro, agora é esperar pra ver quanto tempo os professores vão ser enrolados novamente.

Gil Cutrim comenta vídeo em que Luís Fernando destrata moradores do Parque Jair.

O ex-prefeito Gil Cutrim (PDT) não deixou barato os insultos do atual gestor ribamarense Luís Fernando Moura da Silva Silva (PSDB), que nesta quarta-feira (16), durante uma conversa com moradores do Parque Jair, foi flagrado filmado durante bate-boca com moradores, e tentando colocar culpa dos problemas do bairro no seu antecessor.

Leia também: “Conversem como gente que eu converso com vocês!” Esbraveja Luís Fernando contra população do Parque Jair.

Em postagem na sua conta no Facebook, intitulada “APENAS UM MENTIROSO E MAL EDUCADO”, Gil rebateu o tucano.

“Acabo de ver um vídeo no qual o atual prefeito de São José de Ribamar destrata uma comissão de moradores do bairro Parque Jair. As imagens mostram a verdadeira face de um cidadão autoritário e que se utiliza de argumentos falsos para tentar intimidar uma comunidade.” Destacou o pedetista.

Cutrim também explicou que é”mentirosa a afirmação de que sua gestão deixou dívida de R$ 40 milhões. E condenou os xingamentos do prefeito.“Ao contrário do que fez o atual gestor, não me reportarei a ele utilizando o apelido pelo qual ficou conhecido na pré-campanha de 2014, quando foi retirado da condição de possível candidato ao cargo de governador.”, disse Gil.

“Conversem como gente que eu converso com vocês!” Esbraveja Luís Fernando contra população do Pq Jair.

Após mais de 40 horas de manifestação, e sem a presença de nenhuma autoridade do Poder Executivo do município, os moradores do Parque Jair, bairro localizado no município de São José de Ribamar, resolveram nesta quarta-feira (16), tomar satisfação na própria prefeitura, chegando lá, foram recebidos pelo próprio prefeito, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB).

Totalmente diferente daquele candidato doce, de voz calma e esperançosa, que a população do bairro conheceu durante o período eleitoral, o prefeito que apareceu pra falar com os moradores tinha um semblante arrogante e autoritário.

No vídeo, gravado por um morador sem que o prefeito soubesse, dá pra ver como Luís Fernando trata a população quando já está no poder e não depende mais de votos para se eleger.

A gramação começa com o prefeito ironizando a manifestação. “Que história é essa de manifestação? A mirante vai asfaltar pra vocês? Pergunta Luís Fernando.

Em seguida, tenta atribuir o problema ao ex-gestor, ele é prontamente advertido pelos moradores: “ Mas foi o senhor que mandou a gente votar nele!”.

Sem reação, Luís Fernando perde a estribeira e visivelmente alterado, responde: “Eu pedi, e daí!?, e daí!?, eu pedi, e daí!?

Sem informar que prefeito não faz nada de graça, e que a população paga altos impostos em praticamente tudo que faz, o vídeo segue com Luís Fernando tentando ludibriar os moradores, dizendo que colocou água no bairro sem cobrar nada, e deixa claro que se fizerem manifestação ele não resolve.

“Quem colocou água no Parque Jair sem cobrar nada da população fui eu, então que diabo é isso? Quer dizer, porque eu assumi a prefeitura, seis meses de chuva direto, um mês que passa a chuva faz manifestação? Continuem manifestando porque eu não resolvo.” Decretou.

Tentando intimidar a população de que manifestação é crime, o prefeito foi obrigado a ouvir poucas e boas da população, e não aguentou a pressão, disparando mais uma pérola contra os pais de famílias que estavam na reunião.

Vocês querem saber de uma coisa? Conversem como gente que eu converso com vocês”. Disse Luís Fernando.

O vídeo termina com o prefeito afirmando que não vai adiantar fazer manifestação que ele não fabrica dinheiro, e quem chamar imprensa, que peça para ela asfaltar as ruas.

“Todos os bairros de Ribamar podem fazer manifestação que não adianta, eu não fabrico dinheiro. Vocês querem que a mirante asfalte? Pede pra mirante!” concluiu o prefeito.

Veja o vídeo.

FARRA DOS ALUGUÉIS: Luís Fernando aluga por R$ 646 mil, quatro ambulâncias que podem ser compradas por R$ 640 mil.

Se o prefeito mantiver esse contrato por quatro anos, gastará mais de R$ 2 milhões e meio com locação de Ambulâncias, e no final do seu mandato deixará a prefeitura sem nenhum veiculo para atender a população.

O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), segue dando aula de como desperdiçar dinheiro público. Depois de ter alugado 66 veículos que servem aos secretários que moram em São Luís e custaram aos cofres municipais R$ 1 milhão e 600 mil, agora a farra dos alugueis se repete.

De acordo com a publicação do Diário Oficial de São José de Ribamar da última quinta-feira (10), Luís Fernando vai pagar R$ 646.800,00 pelo aluguel de quatro ambulâncias, sem motorista e sem combustível, durante o período de 12 meses. A empresa contratada para fornecer as quatro ambulâncias é a Medicar Assistência Domiciliar LTDA, com sede em Ribeirão Preto, São Paulo.

R$ 160 mil reais é o valor que custa cada ambulância comprada, segundo informações do Governo do Estado.

Com todo esse dinheiro, se o prefeito quisesse, compraria quatro Ambulâncias novinhas, como tem feito o Governo do Estado e a maioria das cidades, integrando ao município, patrimônio próprio.

Se Luís Fernando mantiver esse contrato durante os quatro anos, ao final, terá gasto R$ 2 milhões 584 mil reais, e não deixará nenhuma ambulância no município, deixando o próximo prefeito sem nenhum veiculo.

O preço de uma ambulância no padrão exigido para São José de Ribamar está cotado em R$ 160 mil reais, ou seja, quatro ambulâncias custariam R$ 640 mil reais, R$ 6 mil a menos do que o prefeito gasta para alugar.

Nas redes sociais, um dos servidores da assessoria de comunicação justificou o contrato afirmando que a locação é muito mais vantajosa e disse que a manutenção das ambulâncias custariam o preço de uma nova, R$ 160 mil reais.

Pelo visto, se a prefeitura for fazer manutenção dos veículos próprios da prefeitura, pela ótica desse servidor, haja dinheiro!

Outros contratos de locação:

Locação de R$ 66 veiculos – R$ 1 milhão e 600 mil reais

Locação de Palco e Som – R$ 3 milhões 694 mil reais

Indignação no Araçagy: Apenas a rua onde reside a deputada Eliziane Gama está sendo asfaltada.

Das mais de 50 ruas, apenas a da deputada federal Eliziane Gama será pavimentada. Qual será o critério?

Moradores do Araçagy, em São José de Ribamar, estão indignados com o Governo do Estado e com o prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB). Segundo denuncia que chegou à nossa redação, das dezenas de ruas intrafegáveis, apenas uma rua foi contemplada com pavimentação asfáltica.

A empresa Edeconsil que está executando a pavimentação da rua onde reside a parlamentar.

Ao perceber o inicio das obras de pavimentação na Rua Villagio Bonanza, no Araçagy, em São José de Ribamar, sem nenhum alarde de políticos, os moradores ficaram sem entender. Não foi colocada placa informando as ruas, nem os valores, absolutamente nada. Tudo feito na surdina para não chamar muita atenção.

Curioso, o morador João Cunha foi até um dos funcionários da empresa, na tentativa de descobrir quantas ruas seriam pavimentadas. Pra surpresa do morador, a resposta foi curta e grossa.

“Apenas a rua da deputada Eliziane Gama.” Disse o funcionário.

Como pode ser visto na declaração de bens da deputada Eliziane Gama, sua casa fica na Rua Vilage Bonanza, 06, Araçagy

A informação correu os grupos de whatApp dos moradores do Araçagy, o que gerou muita revolta e indignação.

“Tudo farinha do mesmo saco. Pensei que Luís Fernando fosse diferente.” Disse uma moradora da rua paralela a rua da Deputada Federal Eliziane Gama.

Uma das dezenas de ruas que estão em pior situação.

“O que mais me deixa revoltado, é porque a rua que está sendo asfaltada esta melhor do que as outras, e tem menos casa, o que ao meu ver, já seria um critério para não ter entrado como prioridade, mas pelo o que o funcionário informou, ficou claro que é apenas o famoso QI –  Quem indica –  Só resta saber se foi indicação do Prefeito Luís Fernando ou do Governador Flávio Dino. Nenhum dos dois não tem mais meu voto.” Desabafou Fabíola Amaral.

Caso perseguição aos donos de Treilers: Luís Fernando x Vereadores

Vereadores tentam encontrar uma solução para permanência dos Treilers na Avenida Gonçalves Dias

A ação autorizada pelo Prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), que resultou em notificação e prazo de 15 dias para retiradas de todos os treilers da Avenida Gonçalves Dias continua causando revolta na população da Sede do município, e pelo que tudo indica, os trabalhadores ganharam um reforço.

Hoje pela tarde, os vereadores do município se reuniram na Câmara em busca de uma solução para a não retirada dos treilers da Rua Grande. Participaram da reunião, os vereadores Negão, Valdo Coelho, Jô Viana, Serra Alta, Nádia Barbosa, Cristiano, Paulo Alencar e o presidente da Câmara, Beto das Vilas.

De acordo com os parlamentares, a ação seria um afronto a dezenas de pais de famílias que dependem diretamente renda conseguida nesses pontos comerciais.

Vários proprietários de Treilers foram notificados, e como nenhum documento oficial foi entregue pela prefeitura, o prazo de 15 dias para retirada continua valendo. ( Leia aqui )

Até o presente momento a prefeitura ainda não se pronunciou oficialmente sobre o assunto.

Bomba! Prefeitura de Ribamar vai pagar mais de R$ 5 milhões para Comserv; empresa que ficou no lugar da Coopmar.

Exclusivo – O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), logo que assumiu o comando do município, tratou logo de cancelar o contrato com a Coopmar, terceirizada que prestava serviços ao município. No lugar da Cooperativa, foi contratada por R$ 1 milhão e 71 mil reais, com dispensa de licitação, a empresa Comserv, de propriedade da família Weba.

À época, o blog Ribamais publicou com exclusividade que a empresa estava na lista inidônea do Governo Federal

Em abril, usando o mesmo artifício, um novo contrato de R$ 1 milhão e 71 mil reais foi feito, com validade de mais 90 dias.

Agora, a Comserv vai faturar mais R$ 3 milhões e 308 mil reais, segundo três contratos publicados na edição do Diário Oficial de São José de Ribamar, publicada hoje,  totalizando o montante de R$ 5 milhões 451 mil reais.

Essa fortuna toda, segundo o objeto dos contratos, será para contratação de pessoal para executar serviços gerais e de motoristas, que atuarão em órgãos e escolas do município.

Tivemos acesso com exclusividade, a tabela com os valores pagos pela prefeitura à empresa Comserv,  detalhado por função, e, o valor é muito diferente do que o funcionário realmente recebe.

O prefeito prefere pagar mais de R$ 2 mil por funcionário contratado à empresa Comserv, do que abrir concurso publico e pagar esse mesmo valor ao servidor.

Pra se ter uma ideia, cada ASG – Auxiliar de Serviços Gerais, custa ao município, R$ 2.368,92, porém, segundo denuncia dos funcionários, eles recebem da empresa, apenas 1 salário mínimo, pouco mais de R$ 900 reais.

Serão 100 funcionários nessa situação, um grande negócio pro dono da empresa.

São José de Ribamar: Professores cobram pagamento do reajuste salarial de 7,64%, concedido há oito meses.

Os professores da rede municipal de ensino de São José de Ribamar, iniciaram uma campanha independente nas redes sociais, para cobrar do prefeito Luís Fernando o cumprimento da lei federal que garantiu reajuste de 7,64% para os professores, desde de janeiro de 2017.

Campanha iniciada nas redes sociais, cobra do prefeito Luís Fernando, pagamento do reajuste de 7,64%, concedido há 8 meses.

Os professores de São José de Ribamar não estão nada satisfeitos com o prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB). De acordo com levantamento feito no Portal da Transparência do Governo Federal, mesmo já tendo recebido mais R$ 53 milhões pelo Fundeb – Fundo de Manutenção  e Desenvolvimento da Educação Básica e da Valorização dos Profissionais da Educação, o prefeito se recusa a pagar o reajuste de 7,64%, concedido em janeiro deste ano, através de lei federal.

No total, a classe dos professores já acumula um prejuízo de 61.12% em cima dos salários. De acordo com denúncias, o prefeito chegou a ser convocado para uma reunião no Sindicato, mas não compareceu na reunião que aconteceu no último dia 31.

“Tivemos uma reunião no dia 31, no sindicato. O prefeito Luís Fernando não foi, e mandou um funcionário com documentos que justificavam porque ele não deu nosso reajuste, entre eles, custos com Guardas no valor aproximado a R$ 500 mil reais por mês. Dinheiro da educação é pra educação, tá errado! Nosso advogado vai cobrar na justiça todas as irregularidades que estão sendo cometidas pelo prefeito, entre elas, o desconto ilegal das faltas dos professores que faltaram aos sábados”. Destacou um dos professores.

Durante pré-campanha, no Planeja Educação, Luís Fernando teria garantido valorização dos professores, mas agora faz o inverso.

Outra cobrança da classe é a progressão de dezenas de professores que, de acordo com a reunião, já estariam no ponto de ser aprovado, mas o prefeito também se recusa.

“Nosso advogado irá cobrar essas progressões na justiça”. Disse uma das professoras que está sendo prejudicada.