Domingos Dutra é denunciado por farra das passagens aéreas

O prefeito de Paço do Lumiar gastou mais de R$93 mil reais em passagens aéreas, quando exerceu o cargo de deputado federal durante o período entre os anos de 2007 e 2009.

O prefeito do município de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PSDB), e o suplente de senador, Pinto Itamaraty (PSDB), foram denunciados à Justiça pelo Ministério Público Federal acusados de utilizar irregularmente cotas de passagens aéreas entre os anos de 2007 e 2009, quando exerciam os cargos de deputados federais pelo Maranhão.

Além deles, aparecem na lista formada por 72 ex-deputados federais que responderão pelo crime de peculato (apropriação, por parte de um funcionário público, de um bem a que ele tenha acesso por causa do cargo que ocupa) os maranhenses Clóvis Fecury e Sétimo Waquim, ambos sem mandato eletivo neste momento.

Segundo as denúncias, os ex-parlamentares gastaram irregularmente, ao todo, R$ 8,36 milhões com a emissão de bilhetes aéreos no período investigado.

Eles usaram passagens para passeio, cederam o crédito para terceiros ou se recusaram a explicar o que fizeram com o benefício mesmo diante dos pedidos de informação feitos ao longo dos últimos oito anos.

Entre os maranhenses, o que mais gastou foi Sétimo Waquim (mais de R$ 193 mil); seguido por Itamaraty (R$ 179.370,52), que aparece na lista com o seu nome verdadeiro [José Eleonildo Soares]; Clóvis Fecury (R$ 154.216,43) e Domingos Dutra (R$ 93.811,22).

Ex-vereador de São Luís e ex-deputado federal, Pinto Itamaraty elegeu-se primeiro suplente de senador na chapa encabeçada por Roberto Rocha (PSB), em 2014.

Em outubro do ano passado, assumiu a titularidade do mandato por um período de quatro meses.

Já Domingos Dutra foi vice-prefeito de São Luís e exerceu vários mandatos de deputado estadual e federal.

Ano passado, conseguiu eleger-se prefeito de Paço do Lumiar, localizada na Grande Ilha de São Luís e que figura como uma das dez cidades mais populosas do Maranhão.

Vídeo: Núbia segue tentando fazer política com ato irresponsável que quase culminou em várias mortes.

Em um trecho do vídeo, Núbia critica alguém por ter usado o celular para filmar, mas não ter chamado a policia. Acontece que a própria Núbia usou o celular para tudo, menos para chamar a policia.

Na tentativa de sensibilizar a população de Paço do Lumiar, Núbia ordenou os funcionário da prefeitura a distribuir fotos dela suja de sangue.

A primeira-dama de Paço do Lumiar, Núbia Dutra, perdeu completamente a noção do ridículo. Após determinar que seu assessor,  publicasse fotos do momento em que ainda estava suja de sangue, na tentativa de sensibilizar o público, agora, com curativo, Núbia distribui vídeo no qual incentiva que outras pessoas cometam o ato irresponsável que colocou varias vidas em perigo, e acabou com um PM ferido, além da própria primeira-dama.

Você que me ouve, que me vê, estou aqui me mostrando pra você de corpo inteiro, mas de alma e consciência livre, quero pedir a você que reflita sobre a nossa vida dentro da humanidade, cada um de nós tem o papel de socorrer o outro, tratar o outro como nós queremos ser tratados. Ontem foi uma mulher que eu não conhecia, amanha pode ser um filho, uma filha de algum de vocês. Vamos parar pra socorrer as pessoas,vamos ter humanidade, vamos perder esse sabor de filmar tragédias. Vamos homenagear a vida, sendo humanitário, sendo bondosos.” Disse Núbia.

Núbia deixa entender que existe um terceiro vídeo, filmado por alguém através de um celular. As imagens que surgiram até agora foram de duas Câmeras de Segurança.

Por fim, em seu discurso apelativo e sem noção, a primeira-dama faz criticas a ela mesma, já que teria usado o celular pra tudo, menos pra chamar a policia. “A minha dor não é física, a minha dor é de saber que alguém usou o celular, e não chamou a policia, mas fotografou uma tragédia.” Disse a primeira-dama.

Veja o vídeo abaixo:

Iniciativa privada leva teatro e cinema gratuitos ao Viva Maiobão

De 01 a 05 de Agosto, projeto garantirá muita diversão aos moradores.

Os moradores de Paço do Lumiar, serão os primeiros a acompanhar a programação cultural da terceira edição do projeto itinerante Conexão Sustentável Alcoa. De 1º a 5 de agosto, o palcomóvel, uma grande arena itinerante capaz de receber até 250 pessoas para apresentações teatrais, estará Viva do Maiobão com intensa programação que inclui espetáculos teatrais e sessões de cinema. Tudo gratuito e aberto ao público.

O projeto terá duas companhias teatrais como atração encenando peças com temática ambiental. O grupo Casa do Bispo Atelier interpretará “Era uma vez… Dom Quixote”. O texto mescla dança e muita diversão e retoma clássicos do cancioneiro infantil. Já o Circo Fool apresenta a peça “Re-circando”, que tem como marca a grande interação com o público e o uso de música como ferramenta para a abordagem de questões ecológicas.

“O projeto tem como propósito contribuir com a democratização do acesso à cultura e a formação de plateias. As apresentações de teatro envolvem o público em uma atividade lúdica, prazerosa e educativa”, diz Jefferson Bevilacqua, da Magma Cultura, responsável pelo Conexão Sustentável Alcoa.

Nos dois primeiros anos na estrada o Conexão Sustentável Alcoa teve um público direto de mais de 98 mil pessoas, principalmente estudantes da rede pública de ensino. As atrações visitaram 36 cidades de onze estados em 288 dias na estrada.

Aprovado pela Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, o projeto tem patrocínio da ALCOA e produção da Magma Cultura.

PROGRAMAÇÃO GERAL DO PROJETO

Primeira etapa

Paço do Lumiar (MA) – Viva do Maiobão

1/8

8h30 a 9h20 –“Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

10h às 10h50 – “Re-Circando”, Circo Fool

14h às 14h50 – Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

15h30 às 16h20 – “Re-Circando”, Circo Fool

19h30 – Filme – “A Era do Gelo 5”

2/8

8h30 a 9h20 –“Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

10h às 10h50 – “Re-Circando”, Circo Fool

14h às 14h50 – Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

15h30 às 16h20 – “Re-Circando”, Circo Fool

19h30 – Filme – “Pets”

3/8

8h30 a 9h20 –“Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

10h às 10h50 – “Re-Circando”, Circo Fool

14h às 14h50 – Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

15h30 às 16h20 – “Re-Circando”, Circo Fool

19h30 – “Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

4/8

8h30 a 9h20 –“Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

10h às 10h50 – “Re-Circando”, Circo Fool

14h às 14h50 – Dom Quixote”, Casa do Bispo Atelier

15h30 às 16h20 – “Re-Circando”, Circo Fool

19h30 – Filme – “Divertida Mente”

5/8

8h30 Às 9h20 – “Re-Circando”, Circo Fool

10h às 12h – Oficina de reciclagem com a oficineira Raquel Maranhão: estojo feito com caixa de leite.

Ato irresponsável de Núbia Dutra quase termina com várias mortes

Núbia já participou de ato parecido, durante manifestação em que cruzou o fogo acompanhada por capangas

A primeira-dama de Paço do Lumiar, Nùbia Dutra, protagonizou mais uma cena característica do seu perfil coronelista, e por pouco, não termina com várias mortes.

Ao observar um casal discutindo, no final da tarde desta sexta-feira (28), Núbia, que estava acompanhada do jovem fotografo Léo, e da assessora Myrla Gomes, parou o veiculo e começou a intervir na vida particular do casal, querendo impor ordens como se fosse uma espécie de Coronel.

No vídeo de uma câmera de segurança, dá pra ver que os dois funcionários da prefeitura em certo momento, ficam no meio do fogo cruzado, e entram em estado de pânico.

Núbia Dutra, ao parar o carro, tomou uma atitude irresponsável e colocou, além da própria vida em risco, a dos dois funcionários municipais, que só estavam ali, porque acompanhavam a chefe.

Se realmente, quisesse apenas ajudar, Núbia deveria ter ligado para a Delegacia de Policia, ou para o 190, e deveria ter relatado o caso, mas não, preferiu intervir, com o seu jeito “aqui quem manda sou eu.”

Vendo que não conseguiu impor ordens apenas com suas palavras, mas uma vez, de maneira irresponsável, ao invés de ligar para a PM, ligou para seus seguranças privados, que de maneira despreparada, chegaram, e como  pode-se ver nas imagens da câmera de segurança do local, promoveram um tiroteio irresponsável, colocando a vida de varias pessoas em risco.

Veja o vídeo abaixo.

Vídeo: Núbia toma satisfação em briga de casal, chama capanga e começa o tiroteio.

O vídeo de uma câmera de segurança de um condomínio localizado no Sitio Grande, deve ajudar a esclarecer o que realmente aconteceu no inicio da noite desta sexta-feira,  28, quando um tiroteio entre capangas da primeira-dama de Paço do Lumiar, e um suposto Sargento da PM, acabou atingindo Núbia Dutra, esposa do prefeito Domingos Dutra.

Na filmagem, da pra ver claramente que um veiculo para na calçada do condomínio e durante alguns minutos, o casal fica discutindo, sem que haja agressão física.

Em certo momento, Núbia Dutra para seu veiculo, acompanhado de assessores, e passa a intervir na discussão do casal.

Minutos depois, um veiculo chega e um suposto capanga de Núbia Dutra passa a atirar contra suposto Sargento, que passa a revidar.

Durante o tiroteio, Núbia foi atingida de raspão, e hospitalizada no apartamento de da UDI, em São Luís.

O suposto Sargento, que não foi identificado, foi baleado e está entupado na UPA do Parque Vitória.

A Policia Militar ainda não se pronunciou sobre o caso.

Após divulgação de áudio relatando que o Sargento está entubado, Núbia muda versão.

A notícia de que a primeira-dama de Paço do Lumiar, Núbia Dutra, teria sido vitima de um atentado, caiu por água abaixo, assim que um áudio postado por um Cabo do Serviço de Inteligência da PM em um grupo de whatsApp vazou.

Rapidamente, a versão de que Núbia teria discutido com um Sargento, e que seu segurança teria baleado o policial viralizou em grupos do Maranhão inteiro.

Foi o estopim para o casal Dutra determinar que sua assessoria de imprensa passasse outra versão para blogueiros alinhados com a prefeitura.

De acordo com a nova versão, Núbia teria avistado o sargento agredindo uma mulher dentro de seu veiculo na Estrada do Sitio Grande, e parou seu carro para socorrer a mulher.

Na tentativa de evitar que a suposta mulher fosse agredida, o Sargento da Policia, suposto agressor, teria disparado vários tiros contra a primeira-dama.

Misteriosamente, o Sarnento está entubado na UPA do Parque Vitória, enquanto Núbia Feitosa descansa em um apartamento na UDI, em São Luís.

A Policia Militar do Maranhão ainda não se manifestou a respeito das três versões

Cabo do Serviço de Inteligência da PM desmente versão de Núbia Dutra

Assim que a notícia de que a primeira-dama de Paço do Lumiar, Núbia Dutra, teria sido baleada, no inicio da noite, o prefeito Domingos Dutra e auxiliares da primeira-dama espalharam a versão de que ela teria sido vitima de um atentado, e que o crime poderia ter sido motivado pela campanha de ódio promovida por blogueiros, contra a primeira-dama.

Agora pouco, áudios espalhados em grupos de WhatsApp de Policiais, desmentiram a versão do casal Dutra, e o caso, mais do que nunca, merece ser investigado.

De acordo com o Cabo Luiz, do Serviço de Inteligência do  8º BPM, tudo teria começado após uma briga de transito, entre a primeira-dama e um Sargento da Policia Militar.

Núbia teria saído do seu veiculo e se identificado como policia, e após um bate-boca, a primeira-dama teria pedido ajuda para uma terceira pessoa, que chegou se identificando como policia e atirando contra o Sargento, que revidou, em legitima defesa.

Os tiros disparados pelos seguranças de Núbia atingiram o Sargento que foi socorrido para a UPA do Parque Vitória. De acordo com o cabo, o Sargento está entubado e pode ser transferido pro Carlos Macieira, ou para o Hospital do Servidor.

Durante o tiroteio, Núbia foi atingida de raspão, e foi levada para um apartamento na UDI, onde passa bem.

A Policia Militar ainda não se pronunciou oficialmente sobre as duas versões.

Ouça o áudio completo logo abaixo:

Vídeo: Domingos Dutra é enxotado por feirantes do Maiobão

Diferentemente do que tentou passar através de sua assessoria de comunicação, o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), foi recebido e enxotado com gritos e vaias, pelos feirantes do Maiobão. O fato aconteceu na última sexta-feira, 21, quando Dutra entrou na feira e tentou obrigar os trabalhadores a ouvi-lo.

De acordo com os trabalhadores, Dutra tem sido o maior sinônimo de traição e enganação já visto na história de Paço do Lumiar.

“Nos deixamos ser enganados por um personagem que se dizia do povo, que usava nosso linguajar para nos enganar. Ele gosta é de luxo e de burguesia, e agora tenta arrancar o couro do povo aqui do Maiobão para manter sua vida de burguês fora da cidade.” Desabafou o açougueiro Jorge Diniz.

No vídeo, da pra ver a indignação dos trabalhadores com a chegada do prefeito de Paço do Lumiar. Confira abaixo.

Núbia Dutra na mira da justiça.

A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Paço do Lumiar instaurou um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para apurar possíveis irregularidades no contrato firmado entre a secretária municipal de Administração e Finanças, Neusilene Núbia Feitosa Dutra, e a empresa AC Serviços e Suporte Técnico em Informática Ltda – ME, conhecida no mercado como Arquivar.

Segundo o Diário Oficial do Estado (DOE) e em dados abertos da Receita Federal, o contrato foi assinado no final de março deste ano, por inexibilidade de licitação, ao custo de exato de R$ 721.180,00 aos cofres públicos.  A empresa tem como franqueado Alcione Arcanjo da Conceição, e fica localizada no bairro do Jardim São Cristovão, em São Luís.

Já Núbia Dutra, como se sabe, é candidata a vereadora derrotada nas eleições de 2016 e esposa do prefeito da cidade, Domingos Dutra (PCdoB).

O PIC foi aberto no dia 7 de junho último, após conversão de notícia de fato sobre a possível irregularidade. As investigações estão ao cuidado da promotora de Justiça Gabriela Brandão da Costa Tavernard..

Com informações do Atual7

Dutra é alvo de investigação por contratação de Instituto por R$ 11 milhões

Acostumado a fazer greve de fome, hoje, Domingos Dutra vive de filé e champanhe

Atual7 – A promotora de Justiça Gabriela Brandão da Costa Tavernard, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar, abriu investigação para apurar possíveis irregularidades na contratação do Instituto Interamericano de Desenvolvimento Humano – Bem Brasil pelo Município, administrado pelo prefeito Domingos Dutra (PCdoB).

O inquérito civil foi instaurado no início neste mês, após conversão de notícia de fato. De imediato, o Parquet determinou a realização de diligências.

Segundo levantamento, o contrato foi celebrado por quatro secretarias municipais, por dispensa de licitação, na penúltima semana de fevereiro deste ano. O custo total aos cofres públicos foi de R$ 5.420.871,31 (cinco milhões, quatrocentos e vinte mil, oitocentos e setenta e um reais e trinta e um centavos), com vigência de 90 dias.

Dentre as contratantes está a pasta de Administração e Finanças, comandada por Neusilene Núbia Dutra, esposa do prefeito da cidade. As outras três são a de Educação, Desenvolvimento Social e Saúde.

Na segunda quinzena de maio, todos os contratos foram aditados, novamente por 90 dias. O valor, porém, subiu para R$ 5.907.022,13 (cinco milhões, novecentos e sete mil, vinte e dois reais e treze centavos). Com o aditivo, a fatura do Instituto Bem Brasil em Paço do Lumiar chega ao total de R$ 11.327.893,44 (onze milhões, trezentos e vinte e sete mil, oitocentos e noventa e três reais e quarenta e quatro centavos), em apenas seis meses.

A justificava para a contração emergencial, segundo a prefeitura, se deu pelo fim da vigência do contrato firmado entre a gestão passada e a Cooperativa Maranhense de Trabalho (Coopmar) — alvo de operação conjunta da Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU), Polícia Civil e do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), no final de 2016, por desvios de R$ 170 milhões.

No contrato assinado entre o Instituto Bem Brasil e as secretarias municipais de Paço do Lumiar, a terceirizada se comprometeu a fornecer mão-de-obra para ocupação de vagas de auxiliar de serviços-gerais, agente de portaria diurno e agente de portaria noturno, em caráter emergencial de execução, praticamente mesmo tipo de prestação de serviços que era exercida pela Coopmar.

Exatamente por essa coincidência, inclusive na contratação por dispensa de licitação, que a promotora Gabriela Tavernard resolveu iniciar as investigações contra a gestão municipal.