Roberto Rocha defende municipalização da segurança pública durante sabatina

Em sua participação na sabatina do ministro Alexandre Moraes, o senador Roberto Rocha levantou questões sobre um tema preocupante no Maranhão e em todo o Brasil: a segurança pública.

Roberto Rocha perguntou a opinião do indicado sobre a possibilidade de municipalizar algumas ações da área, como a criação da justiça municipal e a construção de presídios municipais para presos por delitos de menor potencial ofensivo.

Segundo o senador, o Brasil enfrentou, nas últimas décadas, problemas de saúde, educação e  segurança. Foram criados fundos de saúde e de educação, mas, não houve para a segurança pública. Roberto Rocha lembrou que, pela constituição, a segurança pública é dever dos estados. Entretanto, o assunto pouco é tratado por parlamentares, afirmou o senador: “A gente não vê os parlamentares se voltarem para a construção de presídios, fazer emendas para a construção de presídios. E a população brasileira está se sentindo cada vez mais insegura”, disse Rocha, que alertou ainda para o agravamento da situação, caso não sejam criadas políticas públicas de segurança: “O sistema prisional é uma bomba de efeito retardado que está para estourar e não está à vista das pessoas. Ao contrário, quando você fala em fazer um presídio em uma cidade a população fica contra, então a tendência é ficar pior. É uma reação em cadeia: quanto mais você melhora o sistema policial, mais pressiona o sistema prisional”, comparou.

Em resposta ao senador Roberto Rocha, Alexandre Moraes, até então indicado para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), se disse favorável a uma maior participação dos municípios na segurança pública. Afirmou, ainda, que a atuação dos municípios, com as guardas municipais, atualmente se dá de forma descoordenada em relação às polícias Civil e Militar. Para ele, os municípios poderiam ter uma participação maior, sem sobrecarga financeira e com o auxílio dos outros entes, no policiamento diário. “Quem conhece os locais, quem conhece onde é melhor de patrulhar é o próprio município e o estado aproveitaria essa folga de efetivo para o combate à criminalidade intermunicipal, principalmente”, afirmou o ministro.

Deputado Wellington solicita mais viaturas e aumento do efetivo policial para Paraibano

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) solicitou ao Governo do Estado mais viaturas da Polícia Militar para a cidade de Paraibano, bem como o aumento do efetivo policial e reforma da delegacia. O pronunciamento do deputado foi feito na manhã desta terça-feira (21), na tribuna da Assembleia Legislativa.

O motivo da solicitação é que o município de Paraibano, com mais de 20 mil habitantes, tem apenas uma viatura, que, inclusive, é a mesma viatura que faz ronda em outras duas cidades do médio sertão. Ou seja, quando a viatura se desloca para outros municípios a cidade de Paraibano fica desguarnecida e desprotegida. A população ainda reclama do reduzido efetivo da Polícia Militar na região.

“Essa solicitação chegou até nós por meio do Gabinete Móvel que, após ouvir várias denúncias, nos fez formalizar a solicitação quanto à disponibilização de uma viatura para a cidade de Paraibano. Quem mora no município sofre com a criminalidade e, pior ainda, com a impunidade. Estamos falando de mais de 20 mil habitantes e deixamos aqui a solicitação, com o objetivo de que o Governo adote providências e disponibilize uma viatura para a cidade de Paraibano. Solicitamos, também, que aumente o efetivo policial e faça a reforma na delegacia da cidade. Além de intensificar as investigações para elucidar o assassinato de uma jovem de 18 anos, ocorrido no mês de dezembro de 2016”, destacou Wellington.

Matões do Norte receberá viatura e terá reforço no efetivo de policiais

O vice-prefeito do município de Matões do Norte, Professor Gigi (PHS), participou na manha desta terça-feira (21), de reunião com o Secretário de Segurança do Governo do Estado, Jefferson Portela, em São Luís. A comitiva contou ainda, com a participação do Prefeito de Cantanhede, Ruivo (PSD), e de Totó Martins.

Na pauta, Gigi apresentou ao secretário, algumas demandas do município, e pediu que o reforço no número de policiais no município fosse ampliado em caráter de urgência.

“Nosso município é cortado pela principal rodovia que liga o estado, por isso, é preciso que seja garantida segurança para nossa população, que a todo momento recebe visitantes de todas as regiões. Hoje, vim pedir a ampliação do número de policiais e uma viatura nova para nossa cidade, e saiu daqui satisfeito com a reunião.” Disse o vice-prefeito.

Jefferson Portela garantiu à Gigi que o pedido será atendido, e que em pouco tempo será entregue uma nova Viatura para garantir a segurança da população de Matões do Norte.

Portela garantiu que além de Matões do Norte, o efetivo de policiais de Miranda do Norte e Cantanhede também serão reforçados, o que deve diminuir o índice de violência em toda a região.

Sem segurança, São José de Ribamar deve ter o carnaval mais violento da história.

Luís Fernando cancelou o apoio de mais de 800 homens da segurança privada.

O prefeito Luís Fernando Moura da Silva (PSDB), anunciou na última sexta-feira (10), o planejamento do Carnaval e Lava Pratos 2017. A prefeitura deve repetir o mesmo formato dos últimos anos, mas uma mudança está causando muita preocupação na população e nos comerciantes locais. O prefeito Luís Fernando cancelou a participação da Segurança Privada nas festividades deste ano.

O anunciou vai na contra-mão do que vem sendo adotado por gestores em todas as cidades do Maranhão, e até mesmo, no município, que há dez anos usa esse planejamento, com segurança privada, que, garantiu nos últimos anos, registro  zero de homicídios em eventos de carnaval realizados pela prefeitura.

O vereador Osvaldo Brandão (PMDB), se mostrou muito preocupado com o que pode acontecer.

Vereador Osvaldo Brandão, contrário a decisão do prefeito Luís Fernando

“Acho que será o carnaval mais violento de todos os tempos, pois sem o pessoal de apoio, ficará mais vulnerável a passagem de armas. Vale lembrar que a Guarda Municipal nunca fez esse serviço de montagem de barreiras disciplinadoras para abordagem e revista em eventos de grande porte, como é feito todos os anos  Além disso, a Policia Militar, que sempre vem numa quantidade insuficiente de homens, só chegam depois das 19hs. Vou repetir, sem o pessoal de apoio, o carnaval de Ribamar não é seguro.” Disse o Parlamentar.

Osvaldo também se mostrou indignado, pois são cerca de 900 homens que trabalham todos os anos nesse período, e isso já acontece há 10 anos.

“São quase mil pais de famílias que esperam esse período para levar o sustento pra casa, com essa medida, Luís Fernando tira o pão do prato do pai de família, e deixa a arma chegar nas festas de Ribamar. Isso é um absurdo, e peço aqui que o prefeito reveja essa medida infeliz tomada por ele.” Desabafou Osvaldo.

Medidas de seguranças com números ilusionistas.

Segundo release divulgado pela prefeitura de São José de Ribamar, 500 homens farão a segurança do carnaval, e 80 viaturas darão o apoio necessários. Conversamos com policiais e especialistas, que nos explicaram como são os números reais.

500 homens na verdade são 500 plantões, ou seja, por dia, 2 plantões completam 1 dia, o que dá a quantidade de 250 homens, serão 4 dias de carnaval, sendo assim, serão cerca de 60 homens por dia, espalhados por 8 circuitos, o que garantirá em média, 8 policiais por circuito. Como alguns circuitos só acontecem 1 dia, esse número de policiais pode subir para até 20. Mas no caso do circuito da sede, 20 policiais para uma publico de quase 100 mil pessoas é como se não houvesse policiamento.

Carnaval sem segurança privada deve ser o mais violento da história

“Em relação a viatura, imaginar que teremos 80 viaturas policiais todos os dias na nossa cidade é acreditar em um sonho impossível. Nem o almoço que é servido presta, imagina essa historia de viaturas.” Afirmou um PM.

A população está insegura e temerosa, o que deve fazer do carnaval desse ano, um grande fracasso ou pior, uma grande tragédia.

“O prefeito anunciou que vai gastar meio milhão de reais com blocos, e tira o principal que é a segurança, isso é um absurdo, duvido ele cancelar a segurança privada dele.” Desafiou José Trindade, brincante de bloco.

Prefeitura de São Luís garantirá segurança no Carnaval com PM, Guarda Municipal e Segurança Privada.

Começou a montagem da estrutura da passarela.

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), deu início, no último fim de semana, à execução da montagem da estrutura da Passarela do Samba para o Carnaval 2017, feito em parceria com o Governo do Estado. O local está sendo preparado para os desfiles das agremiações e a entrada dos foliões será gratuita. Os ingressos deverão ser retirados no local, a partir das 16h, a cada dia de programação.

O secretário municipal de cultura, Marlon Botão, destaca que a gestão do prefeito Edivaldo está empenhada em fazer com que as festas de Momo na capital ocorram da melhor forma possível. “Mesmo com as difuculdades financeiras enfrentadas por boa parte dos municípios brasileiros, o prefeito Edivaldo vem cumprindo seu compromisso com a cultura popular e aí incluímos o Carnaval de Passarela. A montagem da estrutura está ocorrendo dentro do prazo previsto. Temos também a importante parceria com o Governo do Estado. Com certeza, teremos uma grande festa”, diz Marlon Botão.

“O carnaval do Maranhão é muito diverso e os desfiles na Passarela do Samba fazem parte dessa maravilhosa tradição, que se junta aos Blocos Tradicionais, Blocos alternativos, turmas de samba e muito mais. por isso, entramos novamente nessa parceria com a Prefeitura de São Luís para garantir esse grande espetáculo apreciado por ludovicenses e turistas nos cinco dias de carnaval”, destacou o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino.

A Passarela será um dos principais pontos de concentração dos foliões da cidade, que acompanharão os desfiles e o concurso de escolas de samba, blocos tradicionais, blocos organizados, blocos afro, tribos de índio e demais agremiações.  A programação está integrada ao “Carnaval de Todos”, sendo, assim, realização conjunta da Prefeitura de São Luís e do Governo do Maranhão. A estrutura contará com serviços diversos na área de segurança, saúde, limpeza, meio ambiente, vigilância sanitária, trânsito e transportes, turismo, além de campanhas preventivas na área de saúde e trânsito seguro. A intenção é também movimentar a economia da cultura local e o turismo no setor.

Com 200 metros de pista na área do Anel Viário, a Passarela contará com toda a infraestrutura necessária à realização do Carnaval. No local, também serão instalados banheiros químicos, central de atendimento de urgência/saúde, iluminação, som, barracas de bebidas e comidas em seu entorno, área de concentração de agremiações, arquibancadas e camarotes.

Este ano, o espaço conta com modificações para garantir melhor segurança nos setores de arquibancadas, que terão duas saídas de emergência e uma grande área chamada de “Espaço Folia”, com capacidade para 1.200 pessoas por dia, para os foliões que desejarem ficar mais perto das agremiações durante o desfile.

A estrutura tem capacidade de público de 9 mil pessoas e conta com 22 camarotes para 20 pessoas cada; espaço institucional para 140 pessoas; 27 cabines de jurados; espaço com acessibilidade destinado à pessoas com deficiência, baixa mobilidade e idosos, com capacidade para 500 pessoas; e seis arquibancadas com um total de 3 mil lugares.

 

SERVIÇOS

Para garantir a segurança dos visitantes, será destacado efetivo policial disponibilizado pelas Secretarias de Segurança do Estado (SSPMA) e Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), além de contratação de empresa de segurança privada. No entorno da passarela serão distribuídos 100 banheiros ecológicos e cinco barracas credenciadas que comercializarão produtos com ambulantes capacitados para a manipulação e manejo de alimentos e venda de bebidas. Todo comércio informal será fiscalizado por agentes da Blitz Urbana, Vigilância Sanitária e equipe da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa).

Um posto de atendimento da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) ficará de plantão durante todo o evento oferecendo atendimento básico de saúde, além de testes de prevenção e serviços de prevenção contra doenças sexualmente transmissíveis.

DESFILES

A programação dos desfiles tem início sexta-feira (24), sempre a partir das 18h, com desfile dos blocos tradicionais do grupo B. No sábado (25), é a vez do desfile dos blocos tradicionais do grupo A. As turmas de samba abrem os desfiles do domingo (26) e, em seguida, acontece a primeira noite do desfile dos blocos organizados e das escolas de samba.

Na segunda de Carnaval (27), desfilam as alegorias de rua, blocos organizados e escolas de samba. Na terça-feira (28), a passarela será palco do encerramento oficial do período carnavalesco, com desfile de tribos de índio, cortejo de blocos afro e um baile popular com a participação de grandes nomes da folia carnavalesca.

POPULAÇÃO TENTA MATAR ASSALTANTE NO MAIOBÃO

assaltanteApenas dois dias depois do linchamento de Cleidenilson Pereira da Silva, 29, no São Cristóvão – ele foi apanhado por moradores da área quando tentava assaltar um bar, e horas depois de outra tentativa de linchamento, dessa vez na Estrada de Ribamar, durante a manhã de hoje, a Região Metropolitana de São Luís registrou mais um caso de reação popular à onda de violência na ilha.

No Maiobão, município de Paço do Lumiar, Alisson Bruno Santos Costa, 19, foi espancado após tentar roubar uma moto, na tarde de ontem (8). Durante a ação, ele ainda agrediu a proprietária do veículo.

Como não conseguiu ligar a motocicleta, desistiu do roubo e fugiu a pé, mas foi seguido por várias testemunhas, que iniciaram a sessão de espancamento.

A sorte do acusado foi a chegada de uma guarnição da Policia Militar, que evitou a sua morte. Ele foi preso e autuado em flagrante.

Segurança reforçada para o Lava Pratos de São José de Ribamar

Um forte esquema no setor da segurança pública foi montado pelo governo estadual, em parceria com a prefeitura ribamarense, para garantir a tranquilidade dos milhares de foliões que, neste fim de semana, estarão no município de São José de Ribamar participando do Lava Pratos 2015, evento considerado como o primeiro Carnaval fora de época do país e que encerra, oficialmente, a temporada momesca no Maranhão.

Um total de 593 Policiais Militares, de acordo com informações repassadas pelo Comando Geral da PM à Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Defesa Social de Ribamar (SEMTRANS), estarão trabalhando nos dois dias do evento.

Cerca de 60 homens do Corpo de Bombeiros estarão prestando apoio na terra e no mar (botes e um barco resgate ficarão de prontidão em pontos estratégicos da orla marítima da sede da cidade, local onde acontecerá o evento). Seguranças privados contratados pela prefeitura, juntamente com agentes municipais de trânsito e guardas municipais, estarão auxiliando as ações da Polícia e do CB.

Barreiras de fiscalização e disciplinadoras serão implantadas em pontos estratégicos das rodovias estaduais que interligam à sede de São José de Ribamar aos demais municípios da Ilha. Este mesmo trabalho será executado nas entradas que dão acesso ao circuito da folia, em especial em toda área do santuário religioso e na própria orla marítima.

O objetivo é fiscalizar e se fazer cumprir a Lei Seca, além de impedir à entrada de qualquer tipo de arma no circuito da folia da orla marítima.

Ano passado, é importante destacar, nenhuma ocorrência grave foi registrada durante os dois dias do Lava Pratos, assim como no período no qual foi promovido Carnaval Tradicional do município.

Saúde e Trânsito – O Hospital Municipal e o Centro de Saúde Honório Gomes, ambos localizados na sede da cidade, funcionarão em regime de plantão 24h com equipes médicas reforçadas e ambulâncias extras.

O trânsito na sede do município sofrerá algumas intervenções no sábado à tarde (a partir das 13h) e durante todo o domingo de Lava Pratos. As vans que estiverem trafegando no sentido MA-201/Ribamar deverão seguir pela Avenida Clodomir Cardoso, passando pela Avenida Garrastazu Médici, Rua da Avenida até a Rua Bom Jesus (ponto final ao lado da Data Control). Os ônibus que estiverem trafegando nesse mesmo sentido deverão seguir pela Avenida Clodomir Cardoso, passar pela Avenida Garrastazu Medici e chegar ao Parque da Campina (ponto final).

A partir das 11h de domingo, o ponto de embarque e desembarque de passageiros, da linha Terminal Cohab/Ribamar, será no pátio externo da empresa TCM, localizada na Avenida Clodomir Cardoso.

Os ônibus que deixarem a Sede com destino a São Luis e Paço do Lumiar pela Estrada de Ribamar (rodovia estadual MA-201) deverão seguir o seguinte itinerário: Parque da Campina, passando pela Rua Humberto de Campus e Avenida Clodomir Cardoso até chegar à rodovia estadual. As vans que trafegarem nesse mesmo sentido farão o seguinte itinerário: Rua Bom Jesus, passando pela Avenida Clodomir Cardoso até chegar à MA-201. Carros de passeio poderão utilizar as ruas paralelas à Avenida Gonçalves Dias.

3.200 policiais farão a segurança do carnaval no Maranhão

imageMais de 3.200 policiais militares devem participar do esquema de segurança para o carnaval na Região Metropolitana de São Luís e em todo o estado. Os dados foram divulgados hoje pela Polícia Militar do Maranhão (PM). O esquema deve se estender até a quarta-feira (18). Os policiais atuarão em postos fixos da PM, além de rondas realizadas por agentes a pé e motorizados e da cavalaria. Haverá também barreiras para fiscalizar motoristas e foliões.

Segundo o comandante da Polícia Militar, Coronel Marco Antônio Alves, 700 policiais deverão reforçar a segurança na região central da capital, principalmente nos pontos de maior movimentação. Os circuitos da Deodoro, Madre Deus e São Pantaleão vão contar com postos de comandos fixos, além de barreiras organizadas pelo Batalhão de Choque, que realizará revistas. A Passarela do Samba também o contingente será reforçado com um posto fixo da PM e um esquema especial para garantir a segurança de quem for assistir às escolas e blocos.

O policiamento vai abranger ainda diversos bairros da capital, principalmente aqueles com maior movimentação no período da folia e onde há registro de grandes índices de criminalidade. Serão montadas blitze nas principais avenidas para autuar motoristas alcoolizados ou que apresentarem alguma irregularidade em seus veículos ou documentação.

Interior

Os pontos de saída e chegada à Ilha também serão reforçados com equipes da PM, entre eles o Terminal Rodoviário de São Luís e no Terminal da Ponta da Espera, de onde saem os ferry-boats. No interior do estado, o esquema ficará sob a responsabilidade dos comandos nos municípios. Cidades como Balsas, Itapecuru-Mirim, Pinheiro e Caxias, onde há grande volume de foliões, terão policiamento reforçado com agentes a pé e motorizados.

“Esse esquema que realizamos todos os anos antes do início da programação oficial do carnaval é importante para traçar estratégias e planos de ações para garantir uma festa mais tranquila e com maior segurança para os foliões no estado. Isso pode ser constatado com a diminuição, por exemplo, do número de homicídios em relação aos anos anteriores”, afirmou.

O comandante ressaltou como a população pode ajudar a polícia nesse trabalho. “Eles devem denunciar qualquer ocorrência que venha acontecer, não só nos locais de folia. Nós sempre recomendamos também que as pessoas procurem não portar objetivos de valores quando forem pular o carnaval e sempre andar com cópias de seus documentos pessoais”, finalizou.

APÓS CONQUISTAS, NEILDO MARINHO DISPARA: “SE ALGUÉM ENTROU DE PENETRA, NÃO TEM O APOIO DA CATEGORIA”.

guardaCom muita história pra contar a favor da categoria dos Guardas Municipais, e envolto a polêmica, com pulso firme, o vice-presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de São José de Ribamar (SINDSMUR), volta à cena, avança mais um degrau a favor da categoria, e ataca o oportunismo de Colaço em reunião com o Secretário de Segurança Pública do Estado. “Se alguém entrou de penetra, não tem o apoio da categoria, não gosto desse tipo de política que Colaço faz, de oportunismo, por isso me afastei dele.” Dispara Neildo durante conversa com a redação do Ribamais e nas redes sociais.
Esse é o tempero da entrevista dada pelo pré-candidato a presidência do Sindicato Estadual dos Guardas Municipais do Maranhão, confira!

Como se deu a possibilidade de conseguir a qualificação para a categoria?
Já conhecia o agora Secretario de Estado, Jeferson Portela, e nossa aproximação se deu nos últimos meses, quando durante a última Audiência Pública que tratou da Segurança, o próprio Portela já havia sinalizado positivamente sobre a qualificação, o que acabou se efetivando durante o encontro.

Qual a comitiva que se fez presente ao encontro?
Foram representantes do Sindsmur, do Sindguarda, da Associação dos Guardas Municipais.

Quais os projetos da Guarda?
Nosso primeiro projeto é se qualificar, conseguir a implantação da Lei 13022/14, ter um comando próprio e estrutura para realizar cada vez mais um bom trabalho para a sociedade ribamarense.

E quais os projetos do Neildo Marinho?
Hoje estamos nos viabilizando para disputar a presidência estadual do Sindicato dos Guardas Municipais, pois acreditamos na elevação da nossa guarda e do município, uma vez estando a frente do sindicato.

No encontro provocado pela Guarda com o Secretario de Estado para formalizar a oferta do curso, vocês foram surpreendidos pela presença de Colaço, como você vê esse episódio?
O encontro não foi um ato político, mas sim administrativo, que teve nossa iniciativa e agregamos as três entidades representativas, por tanto esse encontro não tem bandeira política de nenhum pré-candidato.

colacocolao

Quais as suas propostas para a categoria?
A principal proposta é a conquista da implantação da lei 13022/14

Queres deixar mais alguma mensagem?
Quero dizer que a representação sindical dos Guardas Municipais é de competência do SindGuarda, minha opinião é pautada na Constituição Federal, sobre o pluralismo político e a livre manifestação de pensamento.