Weverton avalia que governo mostrou fraqueza em votação de denúncia contra presidente

Os deputados da oposição vão trabalhar para que, em uma eventual segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, a Câmara autorize a abertura de um processo pelo STF. A definição foi tomada numa reunião de líderes de diversos partidos, realizada na liderança do PDT na hora do almoço. Em pronunciamento no Plenário, o líder do PDT, deputado Weverton Rocha, criticou o resultado da votação e disse esperar que os deputados votem pela autorização para que o Supremo processe o presidente, caso se confirme a informação que circula em Brasília de que uma nova denúncia será apresentada pelo Ministério Público.

Na avaliação de Weverton Rocha, o presidente Michel Temer saiu derrotado na votação na Câmara, apesar de ter conseguido evitar o processo no Supremo Tribunal Federal. Para ele, o resultado da votação demonstra a fraqueza do governo. “Ele não tem o número constitucional de votos, 308, para realizar as reformas que pretende, como a da Previdência, por exemplo.”

Weverton fez as contas e apontou que, entre oposicionistas e os que chamou de governistas envergonhados, cerca de 50% dos deputados não se posicionaram a favor de Temer. O número não foi suficiente para aprovar a aceitação da denúncia proposta pelo Ministério Público contra o presidente, no entanto revela que a base do governo não está coesa e dificilmente aprovará todas as matérias vindas do Palácio do Planalto.

Críticas ao governo

Durante sua fala, Weverton também criticou a atuação do governo Temer, que segundo ele vem trabalhando apenas a favor das grandes corporações e investidores. O deputado lembrou que o presidente enviou ao Congresso a PEC 55, que congela os gastos públicos em educação e saúde, alegando austeridade financeira, no entanto trabalha pela aprovação de um programa de regularização tributária (Refis) que favorece grandes devedores e desfalca os cofres públicos.

“Esse é um desgoverno que envergonha o Brasil, que não tem legitimidade e faz uma agenda contra os interesses nacionais”, afirmou em aparte a Weverton o deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA).

O deputado Bebeto (PSB-BA) também aparteou o pronunciamento de Weverton, que ele classificou de lúcido e pertinente, e aproveitou para denunciar a movimentação do Ministério da Fazenda para criar mais uma alíquota do Imposto de Renda, de 35%. “Isso é um massacre contra a sociedade brasileira”, disse o deputado, que acusou o governo de fazer isso para “pagar a conta” da votação que evitou o processo contra o presidente no STF.

Quinto encontro de apoio a Weverton lota casa de eventos em Pedreiras

Weverton Rocha reuniu mais de 40 prefeitos, vereadores, secretários do estado, deputados federais e estaduais, além de dezenas de lideranças regionais em mais uma reunião de apoio à sua pré-candidatura ao Senado. Mesmo sendo o quinto a acontecer desde dezembro, o encontro conseguiu manter a mesma média de público dos anteriores e lotou o Global Club, uma casa de eventos em Pedreiras.

Confiança, lealdade e capacidade de reunir foram algumas das características de Weverton Rocha mais realçadas nas falas dos presentes. “Em tempo de crise a gente não consegue andar para adiante se estiver dividido e Weverton tem mostrado uma grande capacidade de transformar diversidade em unidade”, afirmou o secretário estadual de Articulação Política, Márcio Jerry.

Durante sua fala, Márcio Jerry, que é presidente do PCdoB, demonstrou que é possível juntar ideologias diferentes em torno dos mesmos objetivos e chamou para estar ao seu lado, além de Weverton, o presidente do DEM, Juscelino Filho, o presidente do PRB, deputado Cleber Verde, e o vereador do PTB e presidente da Agência Metropolitana Pedro Lucas Fernandes. “O nosso partido é o Maranhão”, acrescentou.

O prefeito de Pedreiras, Antônio França ressaltou a firmeza com que o deputado garantiu a participação do PDT, com o vice Everson Veloso, em sua chapa na eleição de 2016. E Fred Maia, prefeito de Trizidela do Vale, que na eleição era opositor do PDT, disse que foi conquistado pela forma de fazer política de Weverton, ouvindo todas as pessoas, mesmo quem não era aliado.

Participando pela primeira vez dos eventos, o prefeito de Lima Campos, Jailson Fausto Alves fez um café da manhã em apoio a Weverton, do qual participou também o deputado estadual Vinícius Louro, e afirmou que unirá todas as forças de sua base política no projeto de pré-candidatura ao Senado.

Cleomar Tema, presidente da Famem, voltou a declarar apoio a Weverton. “Conte comigo e a maioria dos prefeitos de nosso estado.”

Entre os presentes também estavam o prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior, o prefeito de Timon e presidente do PSB, Luciano Leitoa, os deputados federais Cleber Verde, André Fufuca, Juscelino Filho e Julião Amim; o vice-presidente da Assembléia Legislativa Othelino Neto e os deputados estaduais Rogério Cafeteira, Glalbert Cutrim, Bira do Pindaré, Marcos Caldas e Fábio Macedo; e os secretários estaduais Márcio Jerry, de Articulação Política e Comunicação, Márcio Honaiser, de Agricultura, Pedro Lucas, da Agência Metropolitano e Clayton Noleto, de Infraestrurura.

O próximo evento acontecerá dia 23 de setembro, em Imperatriz.

Eleições 2018: Levantamento aponta que apenas 1 dos possíveis candidatos ao Senado, está do lado do que pensa a população.

Apenas Weverton Rocha tem votado conforme indicadores do pensamento da população brasileira.

O levantamento feito com exclusividade pelo blog Ribamais, com base em pesquisa realizada pelo Ibope, as vésperas da sessão que decidiu pelo arquivamento do processo por corrupção contra Temer, e as ações dos senadores e deputados que pretendem disputar as eleições no próximo ano, revela que apenas um possível candidato, comunga com o pensamento da maioria da população.

O Ibope mostrou que 81% dos Brasileiros queriam que fosse aberto processo de investigação contra o Presidente Michel Temer, e, segundo os dados, 79% dos entrevistados afirmaram que, quem votasse a favor de Temer, seria corrupto também.

Na Câmara Federal, três deputados da bancada maranhense já demonstraram intensão em disputar uma vaga ao Senado; Sarney Filho (PV), Weverton Rocha (PDT) e José Reinaldo (PSB). Apenas Weverton Rocha votou contra Temer, e acompanhou o pensamento da maioria da população.

Outros nomes aparecem como pré-candidatos, entre eles, o do Senador Lobão (PMDB) e o do seu filho, o suplente de senador, Edinho Lobão (PMDB). Ambos, também acompanham o grupo de apoio a Temer, e em outra votação, a que autorizou a Reforma Trabalhista, foram contra o que pensa a maioria da população.

Na sessão da Câmara que aprovou a reforma, mais uma vez, apenas Weverton Rocha ficou do lado dos trabalhadores e votou contra a reforma que tirou direitos trabalhistas e fragilizou ainda mais o futuro da previdência pública.

Apoiadores da pré-candidatura de Weverton ao Senado se reúnem em Pedreiras

Lideranças políticas, prefeitos e deputados que apoiam a pré-candidatura de Weverton Rocha ao Senado voltam a se reunir neste sábado. O quinto evento de apoio ao projeto acontece em Pedreiras e promete reunir um número de pessoas ainda maior que os cerca de cinco mil presentes em Balsas.

Weverton tem reunido apoiadores a cada dois meses em diferentes regiões do estado. Já foram realizados encontro em Santa Inês, Codó, Barra do Corda e Balsas. E em cada evento há novos prefeitos, deputados e lideranças que comparecem.

Primeiro dos pré-candidatos a apresentar seu nome para a disputa, Weverton tem consolidado sua trajetória com adesões de peso e hoje tem apoio de parte considerável da bancada federal e estadual e conta a adesão de um número crescente de prefeitos.

Uma particularidade dessa pré-candidatura é o fato de ela ter sido anunciada como um projeto coletivo, que vem sendo construído em reuniões pelo estado.

O encontro de Pedreiras acontecerá no sábado (5), às 16h, no Global Club.

Weverton Rocha lidera lista de deputados que votarão contra Michel Temer

O deputado federal Weverton Rocha (PDT), anunciou, junto com outros seis parlamentares, que irá votar contra o presidente Michel Temer (PMDB), logo mais, as 14hs. Além do deputado Weverton, Aluísio Mendes (Podemos), Deoclides Macedo (PDT), Eliziane Gama (PPS), Luana Costa (PSB), Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Zé Carlos (PT), são favoráveis para que o Supremo Tribunal Federal (STF) seja autorizado a investigar o peemedebista

Dos 18 parlamentares que formam a bancada maranhense na Câmara Federal, cinco já afirmaram que estarão do lado de Temer, e votarão contra a abertura do processo que autoriza o STF a investigar o Presidente da República.

Outros seis deputados não quiseram revelar como votarão logo mais, durante a sessão que decidirá o futuro de Temer. São eles: os deputados João Marcelo Souza (PMDB),José Reinaldo Tavares (PSB), Pedro Fernandes (PTB), Victor Mendes (PSD), André Fufuca e Waldir Maranhão – estes dois últimos do PP – preferiram não declinar os votos.

São Luís sediará em agosto, Congresso Nacional da Juventude PDT.

Pela primeira vez, o Congresso Nacional da Juventude Socialista do PDT será realizado em São Luís do Maranhão entre os dias 18 a 20 de agosto. Um encontro de experiências, cultura e posicionamento sócio-político, de uma juventude engajada nas lutas contra a perda de direitos impostos pelo atual governo.

A Comissão Organizadora do evento reuniu-se nos dias 17 e 18 de julho, quando recebeu em São Luís o membro da JSPDT Nacional, William Rodrigues do PDT do Rio de Janeiro. Na ocasião o deputado Weverton, que será um dos anfitriões do evento, destacou a importância da renovação das personagens políticas dos campos de esquerda.

“Alguns dos principais nomes da política maranhense e nacional são frutos dos movimentos de juventude partidária, forjamos a ferro e fogo, no calor das ruas os posicionamentos que tem norteado os caminhos do país, e o Conjus é mais uma oportunidade para fortalecermos nossa militância jovem e ainda revelar novas lideranças”, destacou o presidente estadual pedetista Weverton Rocha.

Peemedebistas declaram apoio a pré-candidatura de Weverton Rocha ao Senado

A prefeita de Água Doce do Maranhão, Talita Dias, e o seu pai, o ex-prefeito José Eliomar da Costa Dias, ambos do PMDB, declararam, nesta terça-feira (09), apoio a pré-candidatura ao Senado do deputado federal e presidente do PDT no Maranhão, Weverton Rocha.

“Tradicionais no PMDB, a prefeita de Água Doce, Talita Dias, e o seu pai Eliomar declararam apoio ao projeto #Senado2018”, comunicou Rocha em suas redes sociais.

A adesão dos peemedebistas ao projeto Weverton Senador é mais uma, dentre várias, de membros de partidos mais afastados e daqueles que integram o núcleo de poder do governador Flávio Dino (PC do B).

São por essas e outras que o pedetista e o  deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB) seguem como favoritos para disputar, pelo grupo do governador, as duas vagas para a Câmara Alta.

Diante do poderio político de Weverton, já surgem especulações de que ele poderá abdicar da candidatura ao Senado para compor, na condição de vice, a chapa encabeçada por Dino que disputará a reeleição.

Weverton Rocha apresenta emendas para diminuir idade mínima da aposentadoria na Reforma da Previdência

O deputado federal Weverton Rocha, líder do PDT na Câmara, apresentou três emendas à PEC 287/2016, que trata da reforma da Previdência. Todas com o objetivo de diminuir a idade mínima para aposentadoria dos trabalhadores.

Pela proposta do projeto do presidente Michel Temer a idade mínima para homens e mulheres se aposentarem será de 65 anos, mediante 15 anos de efetiva contribuição, sem levar em conta a função desempenhada pelos trabalhadores. No modelo atual, a idade mínima para homens é de 60 anos e 55 para mulheres,  alguma categorias possuem regime especial.

Uma das emendas diz respeito aos trabalhadores rurais. A preocupação é que a maioria dos agricultores ainda prática a plantação de subsistência e não conseguiria contribuir com o tempo exigido pelo Governo Federal. Além disso, a rotina é dura e cansativa para um idoso. O deputado quer manter as regras atuais. “Se as regras passarem do jeito que o governo quer, haverá uma imensa miséria no campo”, afirmou o parlamentar.

Weverton Rocha também apresentou emendas para suprimir as mudanças propostas na aposentadoria de professores e policiais civis estaduais e federais, incluindo policiais rodoviários e ferroviários federais, que atualmente têm tratamento diferenciado, com direito a se aposentar mais cedo. O texto da reforma enviada à Câmara iguala todas as aposentadorias em 65 anos. “A justiça consiste em tratar os desiguais de forma a conseguir o equilíbrio e a igualdade de oportunidade”, explicou.

O parlamentar ainda garantiu que outras emendas ainda serão apresentadas para reduzir a idade geral de aposentadoria, melhorar a regra de transição e manter a diferença de idade para aposentadoria de homens e mulheres. “Elas têm uma dupla jornada de trabalho, ganham menos no mercado, não podem ser penalizadas com um aumento tão grande no tempo para aposentadoria”, afirmou.

COM MULTIDÃO EM CODÓ, PROJETO WEVERTON SENADOR PASSA A SER IRREVERSÍVEL

Mais de 200 lideranças políticas, entre deputados federais, estaduais, ex-deputados, prefeitos, ex-prefeitos, vereadores

O auditório FC Oliveira ficou pequeno, e o publico teve que assistir do lado de fora.

Tinha tudo pra ser só mais um encontro de lideranças políticas em torno do projeto Weverton Senador, mas o evento que aconteceu neste domingo (19), no município de Codó, se tornou um divisor de águas. O que antes parecia um sonho distante, que a qualquer momento poderia ser suspenso ou abandonado, se tornou um projeto irreversível, com data marcada para virar realidade: outubro de 2018.

Em Codó, o prefeito Francisco Nagib (PDT0, e seu pai, o empresário Chiquinho Oliveira, protagonizaram em sua residência, o nascimento da força em torno do nome do Deputado Federal Weverton Rocha.

“Este movimento que está contagiando todo Maranhão, mostra a força do povo que quer  Weverton Senador.” Resumiu o prefeito Francisco Nagib.

Dezenas de prefeitos fizeram questão de declarar apoio ao nome de Weverton, que deve seguir uma agenda rigorosa de encontros regionais em todas as regiões do Estado.

O deputado Glalbert Cutrim (PDT) falou da importância de decidir pela primeira vez, democraticamente, o nome que será indicado para disputar uma vaga no Senado Federal.

“O PDT é isso que vocês estão vendo aqui, diálogo constante. E a cada encontro chega mais prefeitos e partidos para declarar apoio, e caminhar juntos. Essa pré-campanha é algo inédito na história política do nosso Estado, pois o cargo de senador sempre foi imposição partidária, e da forma como está sendo feita, estamos presenciando o nascimento de um Senador vindo do desejo popular.” Disse o Deputado Glalbert Cutrim.

O próximo encontro está marcado para acontecer no dia 09 de abril, em Barra do Corda, e ao prefeito Eric, ficou o desafio de superar a façanha de Nagib em Codó.

Weverton e Zé Reinaldo disparam como favoritos ao Senado

Os deputados federais Weverton Rocha (PDT) e José Reinaldo Tavares (PSB) são, de longe, os favoritos para disputar as duas vagas de senadores do Maranhão que serão abertas ano que vem.

O assunto eleição para o Senado ganhou corpo e vem dominando o noticiário político desde ontem, oportunidade na qual o prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB), elegeu-se presidência da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão e declarou apoio a candidatura do ex-governador.

Chegar à Câmara Alta é um sonho antigo de Zé Reinaldo. Na eleição de 2014, por exemplo, trabalhou forte para isso. Porém, acabou tendo que adiá-lo em função das conjunturas políticas que levaram Roberto Rocha (PSB) a disputar e vencer com o apoio de Flávio Dino (PC do B).

Com a eleição de Tema, o projeto do ex-governador ganhou fôlego e musculatura invejáveis. Afinal, o novo presidente da FAMEM é um exímio articulador político e possui forte influência e prestígio junto aos gestores municipais.

Para seguir forte, Zé Reinaldo precisa resolver, o quanto antes, a sua situação partidária. No PSB, legenda controlada pelo senador Roberto Rocha, é muito pouco provável que ele tenha espaço para tal propósito. E por conta disso, deverá desembarcar, em breve, em um outro partido, cuja ideologia não deva ter tanta identidade com a base de apoio do governador comunista.

Presidente do PDT maranhense, Weverton Rocha está em plena campanha desde o ano passado. Hoje, conta com apoio de prefeitos e ex-prefeitos do seu partido e de gestores de outras legendas.

Mantém uma agenda intensa de reuniões e visitas ao interior do estado. Rocha também poderá contar com o apoio do próprio Cleomar Tema para sua empreitada ao Senado – o editor do blog tratou recentemente do assunto aqui – o que reforçaria substancialmente o seu projeto.

Portanto, Weverton e Zé Reinaldo estão anos luz à frente de outros políticos, tais como os também deputados federais Waldir Maranhão (PP) e Eliziane Gama (PPS), que também já demonstraram interesse em disputar as duas vagas para senador.